quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

AA e US Airways criam nova aérea de US$ 11 bilhões




A American Airlines confimou hoje sua fusão com a US Airways, definida ontem em reunião dos Conselhos de ambas companhias aéreas. “Hoje é um dia histórico em que a American Airlines e a US Airways anunciam o plano de criação da nova American Airlines. Juntos, vamos criar uma companhia aérea líder, com uma extensa rede de conexões em todo o mundo, uma forte base financeira, moderna e eficiente frota e a melhor equipe profissional que oferecerá uma experiência de viagens sem paralelo aos nossos clientes”, diz o chairman da AA, Thomas Horton, que será o chairman do Conselho de Diretores das nova empresa, em comunicado oficial.

Os Conselhos de Diretores aprovaram o acordo de fusão definitiva criando a nova American Airlines, com valor de mercado de US$ 11 bilhões, considerando o valor das ações da US Airways ontem. A nova empresa operará com a marca American Airlines, contando com 6,7 mil voos diários e integrando a aliança Oneworld, da qual a AA é um dos fundadores.

Enquanto Thomas Horton assumirá a presidência do Conselho da nova aérea, Doug Parker, chairman da US Airways, será o Chief Executive Officer da empresa, sucedendo Horton na presidência do Conselho posteriormente. Inicialmente, a nova empresa terá 12 membros no Conselho, sendo três membros da American Airlines – incluindo Horton –, quatro da US Airways, já contando Parker – e outros cinco representantes da AMR, controladora da American. Em novembro de 2011 a AMR encaminhou pedido de concordata da American Airlines e,. no início do ano passado, a US Airways começou a buscar a fusão com a companhia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário