quarta-feira, 31 de julho de 2013

EADS anuncia reforma e muda nome para Airbus Group

O movimento é uma tentativa de aperfeiçoar a estrutura da empresa, melhorar a lucratividade e promover a imagem corporativa

A decisão da EADS é destinada principalmente a reduzir a vulnerabilidade de sua divisão de defesa enquanto governos de todo o mundo reduzem os gastos militares





Londres - A European Aeronautic Defence & Space (EADS) fez uma reforma radical em suas atividades, colocando as operações de defesa e aeroespaciais sob o mesmo teto e renomeando a companhia como Airbus Group.
O movimento é uma tentativa de aperfeiçoar a estrutura da empresa, melhorar a lucratividade e promover a imagem corporativa. O anúncio foi feito junto com a divulgação do balanço trimestral da EADS.
A decisão da EADS é destinada principalmente a reduzir a vulnerabilidade de sua divisão de defesa enquanto governos de todo o mundo reduzem os gastos militares e foi tomada depois de uma fracassada tentativa de fusão com a britânica BAE Systems, no ano passado. "Agora é o momento de criar uma nova marca para todo o grupo", declarou o executivo-chefe, Tom Enders.
A companhia agora chamada Airbus Group vai ser formada por três divisões: Airbus, englobando operações comerciais; Airbus Defence & Space, que combinará a divisão de defesa Cassidian com a unidade aeroespacial Astrium; e Airbus Helicopters.
Enders não quis falar sobre os potenciais cortes de custos e demissões que a reformulação pode provocar. A divisão Airbus Defence & Space, que terá sede em Munique, Alemanha, terá cerca de 45 mil funcionários e uma receita anual de aproximadamente 14 bilhões de euros.

fonte: Estadão


Copa Airlines comemora um ano de operação para Las vegas



A Copa Airlines comemorou no final de junho um ano de operações em Las Vegas. O destino está ligado ao Brasil por meio do Centro de Conexões das Américas, na Cidade do Panamá, no Aeroporto Internacional de Tocumen. Os voos são operados em aeronaves Boeing 737-800 Next Generation, com capacidade é de 155 passageiros. A partir do Brasil estão disponíveis mais de 70 frequências semanais saindo de sete capitais – Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife.

Greve atinge seis aeroportos, diz Infraero

Greve atinge seis aeroportos, diz Infraero


De acordo com a Infraero, a greve anunciada pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) a partir de hoje atinge seis aeroportos: Galeão (RJ), Recife, Fortaleza, Vitória, Congonhas (SP) e Salvador - o Sina havia anunciado que 63 equipamentos iriam aderir ao movimento. 

A Infraero comunicou também que seu plano de contingência está em prática e que o número de voos atrasados e cancelados está dentro da média diária. Até a última atualização, às 11h, dos 959 voos programados, 127 (13,2%) tinham registrado algum atraso e 51 (5,3%) haviam sido cancelados. 

Turkish Airlines anuncia nova rota Istambul-Boston a partir de maio 2014.



Turkish Airlines anuncia nova rota Istambul-Boston a partir de maio 2014.

Turkish Airlines anuncia a expansão de sua malha de rotas, com a inclusão de Boston como seu novo portão de entrada nos EUA, criando a única ligação sem escalas entre o Logan International Airport (BOS) e o Ataturk International Airport (IST) de Istambul. A companhia aérea vai operar a rota 5 vezes por semana, a partir de maio de 2014, com aeronave A330-300 com capacidade para 289 passageiros. A partir de junho de 2014, a rota passará a ser operada diariamente. Boston será o 6º destino servido pela Turkish Airlines nos EUA, juntando-se a Chicago (ORD), Houston (IAH), Los Angeles (LAX), Miami (MIA), Nova York (JFK) e Washington Dulles (IAD).

Aerolíneas anuncia voo Buenos Aires-Nova York


Aerolíneas anuncia voo Buenos Aires-Nova York

NOTÍCIA DA LADEVI/LA AGENCIA DE VIAJES

Poucos dias depois de a United Airlines anunciar a suspensão de seus voos entre Buenos Aires e o Aeroporto Newark Liberty (EWR), medida que será concretizada no fim de setembro, a Aerolíneas Argentinas anunciou que irá voar para o Aeroporto John Fitzgerald Kennedy (JFK), em Nova York, a partir de 15 de dezembro. Serão serviços diários e sem escalas, operados com aeronaves Airbus 330-200 configuradas com duas classes: 22 assentos-cama em Club Cóndor (Business) e 242 em Economy. 

A AR deixou de voar para Nova York em abril de 2008, durante a gestão privada do Grupo Marsans. Segundo a companhia, esta cidade está dentro dos três destinos principais dos passageiros embarcados na Argentina.

terça-feira, 30 de julho de 2013

Procon suspende vendas da Avianca em Pernambuco

O Procon-PE suspendeu temporariamente a venda de passagens aéreas da Avianca em Pernambuco para viagens que tenham origem no Estado - a medida teve início hoje e permancerá em vigor até o próximo dia 6. 


Segundo o órgão, a penalidade é justificada pelo cancelamento do voo 6311, que liga Recife a Guarulhos, por três vezes seguidas entre domingo e segunda-feira, dias 28 e 29 de julho, respectivamente. O Procon-PE comunicou ainda que a aérea não teria prestado a assistência devida aos passageiros, além de supostamente não ter informados aos passageiros os direitos previstos na resolução 141 da Anac. 

O órgão lavrou dois autos de constatação contra a Avianca nos quais serão estabelecidas multas que, no final do processo administrativo, poderão ultrapassar R$ 500 mil. Para verificar o cumprimento da medida cautelar da suspensão de comercialização das passagens com origem em Pernambuco, fiscais estarão de plantão nos aeroportos do Estado.

A assessoria de imprensa da Avianca informou que a companhia prestou todo o apoio necessário aos passageiros, inclusive embarcando-os em voos de outras empresas. Em relação à proibição da venda de passagens, a assessoria revelou que o departamento jurídico da Avianca está tomando as devidas providências.

Jet Blue e SAA aguardam autorização para code-share

Jet Blue e SAA aguardam autorização para code-share

A norte-americana Jet Blue e a South African Airways anunciaram hoje code-share. O acordo ainda espera autorização do Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT) e prevê a distribuição dos passageiros da SAA pelos Estados Unidos a partir dos hubs da Jet Blue nos Aeroportos John F. Kennedy, em Nova York, e Washington´s Dulles, em Washington. 

O acordo é uma evolução da parceria interline das duas empresas, em vigor desde 2010, e permite aos passageiros adquirir um bilhete aéreo combinando as operações de voos da SAA e da Jet Blue, com facilidades como despacho de bagagem para o destino final. Quando aprovado, o acordo permitirá que a Jet Blue utilize o código B6 nos voos da SAA entre os Estados Unidos e Joanesburgo, e também para Dacar, no Senegal, assim como nos voos a partir de Joanesburgo, incluindo a Cidade do Cabo, Durban e Port Elizabeth, entre outros destinos. 

A SSA tem voos diários de Joanesburgo para Nova York, assim como voos diários de Joanesburgo para Washington, com escala em Dacar. Com o code-share, a SAA também poderá colocar seu código nos voos da Jet Blue a partir de Nova York e Washington para destinos como Las Vegas, Chicago, Boston, Orlando e Los Angeles. 

Tam cancela voos diretos entre RJ-Montevidéu a partir de 2014



A Tam anunciou que o Rio de Janeiro deixará de operar voos diretos para Montevidéu, a partir do dia 1 de janeiro de 2014. De acordo com a companhia, a decisão faz parte da estratégia de transformar Guarulhos-SP no grande hub internacional da Latam, anunciada pelo chefe da Latam, Henrique Cueto, que já tirou outros voos internacionais do Rio de Janeiro. Na visão da companhia, com a proximidade e o grande número de voos entre Rio e São Paulo não há sentido em manter os dois aeroportos como centros de voos internacionais . 

Mais informações no site: www.tam.com.br

Azul Viagens lança pacotes especiais para famílias e crianças



A operadora de turismo da companhia aérea Azul lançou pacotes para os destinos Aracaju e Porto de Galinhas a partir de R$ 660, que podem ser parcelados em até 10 vezes sem juros. Os pacotes incluem traslado, hospedagem de três noites com café da manhã e passagens de ida e volta com saídas de Belo Horizonte (Confins) e Campinas. A tarifa promocional é válida até o dia 30 de agosto de 2013. Para verificar outros pacotes de viagens ou para consultar a saída de outras cidades, consulte o site www.azulviagens.com.br 

Lucro da JetBlue fica abaixo de estimativas com custos

Companhia aérea espera alívio na pressão dos custos de manutenção no segundo semestre deste ano



Jetblue: custos com combustível e salários subiram 3,3% e 5,5%, respectivamente, no segundo trimestre, enquanto os gastos com materiais de manutenção e reparos aumentaram 31%
São Paulo - A JetBlue divulgou nesta terça-feira um lucro abaixo das estimativas no segundo trimestre, impactado pelo aumento de custos e pela queda na tarifa média.
A companhia aérea disse que espera um alívio na pressão dos custos de manutenção no segundo semestre deste ano, e também disse estar animada com as "recentes tendências de receita".
A JetBlue afirmou que os custos com combustível e salários subiram 3,3 por cento e 5,5 por cento, respectivamente, no segundo trimestre, enquanto os gastos com materiais de manutenção e reparos aumentaram 31 ​​por cento.
O lucro totalizou 36 milhões de dólares no trimestre, ou 0,11 dólar por ação, uma queda de 31 por cento sobre os 52 milhões, ou 0,16 dólar por ação, um ano antes.
A receita subiu 4,5 por cento, para 1,3 bilhão de dólares, mas os gastos operacionais avançaram 7,5 por cento.

A tarifa média da empresa de baixo custo caiu 1 por cento, para 157,51 dólares. A receita por passageiro por assento disponível caiu 3,3 por cento, prejudicada pelo fato da Páscoa ter sido comemorada em março neste ano, sendo que no ano passado a data foi celebrada em abril.

Dólar alto faz Tam anunciar demissão de funcionários



Tam anunciou hoje que irá demitir cerca de mil de seus 53 mil funcionários. A medida tem o objetivo de contornar os altos custos causados pelo aumento do dólar - e seu impacto nos gastos com combustível. As demissões ocorrerão principalmente entre os pilotos, copilotos e comissários. Confira abaixo o comunicado oficial da aérea:

Tam Linhas Aéreas informa que iniciou nesta terça-feira negociação com o Sindicato Nacional dos Aeronautas a respeito de ajuste no seu quadro de tripulantes. Esse movimento está localizado exclusivamente na tripulação (pilotos, copilotos e comissários) e não afetará as demais áreas da companhia. O ajuste será de menos de um mil postos de trabalho.

O objetivo do ajuste é garantir a sustentabilidade do negócio da empresa, que convive com alta significativa dos custos (dólar e combustível), o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico. Nesse processo, a empresa já publicou as principais mudanças em sua malha. 

A presente medida, portanto, visa a adequar o quadro funcional à realidade operacional já em vigor. ATam destaca que conduzirá o movimento com total respeito à legislação, à convenção coletiva e a seus tripulantes e passageiros e que mantém seu compromisso com o Brasil. Nenhum dos voos programados será afetado.

A companhia seguirá investindo sistematicamente e de maneira socialmente responsável no ganho de eficiência e na geração de valor para funcionários, investidores e clientes e para a sociedade como um todo.”

TAM afirma que demissões de tripulantes não passarão mil

De acordo com a companhia aérea, a medida é necessária para compensar alta de custos com o câmbio e combustível




TAM: a companhia afirma que nenhum dos voos atualmente programados será afetado
São Paulo - A TAM anunciou que o "ajuste no seu quadro de tripulantes" se dará exclusivamente na tripulação (pilotos, copilotos e comissários) e que ficará abaixo dos mil postos de trabalho.
e acordo com a companhia aérea, a medida é necessária para compensar alta de custos com o câmbio e combustível.
A alta dos custos levou a empresa a reduzir em 12% a oferta de voos no mercado doméstico desde 2011. "A presente medida, portanto, visa a adequar o quadro funcional à realidade operacional já em vigor", afirma nota da TAM.
A empresa deu início, nesta terça-feira, às negociações com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA).

A companhia afirma que nenhum dos voos atualmente programados será afetado.

Infraero tem plano de contingência contra greve

Infraero tem plano de contingência contra greve

Estatal confirmou estar preparada para a greve dos aeroportuários marcada para quarta




Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro: greve dos aeroportuários pode atingir 63 aeroportos administrados pela Infraero
Brasília - A estatal Infraero afirmou nesta terça-feira que tem um plano de contingência preparado para a greve dos aeroportuários marcada para a quarta-feira, informou a empresa por meio de nota.
Segundo a empresa, o plano será aplicado em caso de necessidade e "inclui o remanejamento de empregados (...) para reforçar as equipes nos horários de maior movimento de passageiros e aeronaves", diz a nota da Infraero.
A greve foi aprovada no dia 18 de julho pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) e pode atingir 63 aeroportos administrados pela Infraero.

A categoria reivindica, entre outros pontos, aumento salarial real de 9,5 por cento e melhorias em benefícios como o auxílio-creche.

Pedidos e entregas da Airbus


ENCOMENDAS E VISUALIZADOR DE ENTREGAS

Reveja as encomendas da Airbus em todo o mundo e entregas totais com a tabela de resumo

A300/A310Corredor únicoA330/A340/A350A380Total
Total de encomendas8169649230726213034
Total de entregas816563513691057925
Aeronaves em operação460544313391057347
Resumo de 30 junho de 2013
Impulsionado por uma onda de encomendas anunciadas e assinado na Paris Air Show, a Airbus superou a carteira de marco de 5.000 aeronaves - a primeira vez que um fabricante de aeronaves já atingido um atraso dessa magnitude.
Airbus 241 aviões registrados durante o mês aumentou sua carteira total de 5.109 aeronaves, o que representa mais de sete anos de produção sustentada. Este desempenho também trouxe total de encomendas da Airbus sobre a marca de 13.000 aeronaves, das quais mais de 9.600 são para a família A320 de corredor único.
Os destaques do mês incluídos os 65 ordens adicionais para a mais recente produto da Airbus - A350 XWB - trazendo reservas totais combinadas para esta próxima geração avião widebody adicional para 678 no mês em que a aeronave realizou seu vôo inaugural. Aquisições anunciadas em junho eram acordo Singapore Airlines para 30 A350-900s; reserva de France-KLM Group do ar por 25 A350-900 e 10 A350-1000 para a United Airlines.
O widebody A330 também continuou a construir o seu volume de pedidos com assinatura SriLankan Airlines para seis A330-300.
Em novos negócios envolvendo a linha de produtos A320 da Airbus, Lufthansa adquiriu 30 A320ceo, 35 A320neo e 35 versões A321neo, 50 jatos A320neo foram agendados por ILFC, e Spirit Airlines ordenou 20 aviões A321ceo.      
Com o volume adicionado em junho, e tendo em conta cancelamentos, o total de vendas líquidas da Airbus registrados durante os primeiros seis meses de 2013 chegou a 722.
Airbus entregou 48 aviões durante o mês, composta de 38 aeronaves da família A320, oito A330 e dois A380 - elevando o total previsto até agora em 2013, para 295, que foram recebidos por 73 clientes. 



Gol irá inspecionar 97 aviões após recomendação da Boeing


A Boeing pediu que companhias inspecionassem aviões para reunir dados sobre as balizas de emergência da Honeywell International





Aviões da Gol: inspeção teve início na noite de 29 de julho e a expectativa é terminá-la em menos de 10 dias, empresa disse que não haverá impacto nas operações
São Paulo - A Gol, segunda maior empresa aérea brasileira em participação de mercado, informou que irá inspecionar 97 aeronaves da Boeing, após receber a notificação da fabricante norte-americana sobre inspeção preventiva.
A Boeing pediu que companhias aéreas inspecionassem aviões em todo o mundo para reunir dados sobre as balizas de emergência da Honeywell International que estão sob escrutínio após um incêndio em um avião 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines no aeroporto Heathrow, em Londres, há duas semanas.
"A Gol recebeu uma notificação da Boeing recomendando a inspeção preventiva das aeronaves equipadas com o item indicado. No caso da Gol, são 97 aeronaves do modelo 737 Next-Generation", informou a empresa aérea em nota, ressaltando que não haverá impacto nas operações.
A companhia ressaltou que, por ser em caráter preventivo, a verificação foi incluída na manutenção regular de pernoite.
A inspeção teve início na noite de 29 de julho e a expectativa da Gol é terminá-la em menos de 10 dias.
A Boeing informou no domingo que até 1.200 aeronaves de seus modelos menores a maiores foram equipados com os dispositivos, e que estava pedindo que as companhias aéreas inspecionassem o maior número possível de aviões e fornecessem as informações em 10 dias para ajudar os reguladores a decidir se qualquer ação seria tomada.


Novo terminal do Aeroporto de Guarulhos será maior que os outros




A concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos concluiu a fase estrutural do novo terminal de passageiros que ocupará uma área de 192 mil m², maior do que a dos outros terminais atuais juntos. O novo local será voltado exclusivamente para os voos internacionais e terá capacidade para 12 milhões de passageiros por ano, com inauguração prevista para maio do próximo ano. A próxima etapa envolve o fechamento das áreas de alvenaria, acabamentos e montagem da estrutura metálica de sustentação do telhado. Nessa fase, também têm início as instalações dos equipamentos principais, como sistema automático de bagagens, elevadores e escadas rolantes. A obra está com cerca de 60% do projeto concluído e dentro do cronograma planejado. O terminal 3 terá 22 pontes de embarque e pátio para 34 aeronaves. A área comercial terá cerca de 100 estabelecimentos comerciais.Na área interna, haverá um hotel quatro-estrelas com cerca de 50 quartos, voltado para passageiros em conexão.

Tap inaugura sala Vip em Viracopos



A Tap inaugura nesta quinta-feira sua sala Vip no aeroporto de Viracopos, em Campinas. A solenidade de inauguração contará com a presença da diretoria da Tap, liderada por Mario Carvalho e o presidente da concessionária Aeroporto Brasil Viracopos, Luiz Alberto kuster.

Panrotas

Sindicato questiona TAM por demissão de tripulantes

Sindicato questiona TAM por demissão de tripulantes

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), 290 tripulantes foram demitidos pela empresa ao longo do ano




A TAM tem sinalizado que terá de reduzir o quadro de tripulantes em função de uma readequação da malha
São Paulo - Os rumores de que a companhia aérea TAM planeja uma demissão em massa de pilotos e comissários levaram o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), entidade que representa a categoria, a cobrar explicações da empresa.
O SNA se reunirá com a diretoria de recursos humanos da TAM na manhã da terça-feira, 30, em São Paulo. Segundo o sindicato, 290 tripulantes foram demitidos pela empresa ao longo do ano.
“A TAM tem sinalizado que terá de reduzir o quadro de tripulantes em função de uma readequação da malha. Amanhã queremos uma posição oficial da empresa. Queremos saber se vai demitir ou não, quantas pessoas e em que condições”, disse o presidente do sindicato, Marcelo Ceriotti.
Circulam no mercado informações de que a companhia prepara um plano de demissão e novos cortes de oferta de voos, em função da deterioração do cenário econômico provocada pela alta do dólar e queda na demanda por passagens, disseram cinco fontes do setor.
O clima de tensão na empresa se agravou no domingo, 28, quando a TAM divulgou a escala dos tripulantes para o mês de agosto. Alguns pilotos contratados mais recentemente ficaram de sobreaviso, sem detalhes sobre sua escala de voos, disse uma pessoa ligada à empresa.
O temor se justifica porque a convenção coletiva da categoria determina que os pilotos em processo de admissão ou recém-contratados são os segundos na lista de cortes em caso de redução de quadro. À frente deles estão apenas os funcionários que quiserem deixar a empresa voluntariamente.

Desde o dia 1º de junho, o sindicato convocou cinco reuniões com a diretoria de recursos humanos da TAM para tratar de demissões. Segundo Ceriotti, a empresa cortou 290 pilotos e comissários neste ano. “A empresa tem dito que eles não se enquadravam na função e a rotatividade é normal.
ESTADÃO

GOL oferece pagamento com cartão de débito

GOL oferece pagamento com cartão de débito

A nova modalidade está disponível no site da empresa desde o início da semana para os clientes com cartão Visanet


GOL: "Muitas pessoas ainda não têm cartão de crédito, principalmente nas classes C e D, mas há também clientes de alta renda que não usam o crédito"”, dissegerente da empresa
São Paulo - A GOL é a primeira companhia aérea brasileira a aceitar o cartão de débito como forma de pagamento. A nova modalidade está disponível no site da empresa para os clientes com cartão Visanet desde o início da semana.
"“É uma evolução da nossa plataforma de pagamento. Muitas pessoas ainda não têm cartão de crédito, principalmente nas classes C e D, mas há também clientes de alta renda que não usam o crédito"”, disse o gerente executivo de estratégia comercial da GOL, Marcus Vinicius Silveira. “"Queremos facilitar a compra para esses clientes".”
O cartão de débito é mais usado pelos consumidores brasileiros do que o de crédito. No primeiro trimestre, 1,09 bilhão de transações foram feitas no débito, 40 milhões a mais do que no crédito, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 29, pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços).
A Visa iniciou neste ano uma campanha no e-commerce para a adoção do cartão de débito como opção de pagamento. A intenção da empresa é disputar o cliente que não usa a função crédito e hoje paga suas compras com o boleto bancário - a modalidade responde por 18% dos pagamentos no e-commerce, conforme dados da consultoria e-bit.
De acordo com o diretor executivo sênior de Produtos da Visa, Percival Jatobá, o avanço tecnológico para garantir a segurança da operação abriu caminho para o cartão de débito no e-commerce.

"“Antes a modalidade não decolava na internet porque o cliente não queria digitar a senha"”, disse Jatobá. Com o sistema atual, o cliente não informa a senha na compra online. A Visa adotou a tecnologia de verificação dos próprios bancos emissores dos cartões, como totens ou cartões com chaves de segurança.

Pai do ano constrói uma cabine de 737 funcional no quarto dos filhos

Pai do ano constrói uma cabine de 737 funcional no quarto dos filhos

Seu pai talvez tenha te levado para acampar, ou te colocado para fazer aulas de violão, ou até te ensinado todas as letras daqueles modões de viola que ele tanto curto. Porém, é bem capaz que nada do que ele tenha feito para você chegue perto do que fez Laurent Aigon. Nos últimos cinco anos, com muito gasto e esforço, ele construiu uma cabine de 737 tão real que vem sendo usada como um simulador para treinamento.
Aigon não é piloto; ele é um garçom que sempre quis ser um piloto. E como 40 anos é um pouco tarde para começar essa carreira do zero, ele fez o melhor que podia: comprou peças na Internet metodicamente, por uns milhares de euros, até construir um painel de controle e tela que funcionam exatamente da forma que a coisa real funcionaria.
E ele não parou aí. colocando cinco monitores interligados à sua máquina, ele tornou possívei simular jornadas a destinos longínquos, como Sidney e Rio de Janeiro. Seus co-pilotos, como era de se esperar, dormem na beliche à sua direita.





Como o Sudouest relata, o trabalho de Aigon ganhou notoriedade fora de casa. Ele foi convidado para dar uma palestra no Instituto de Manutenção Aeronáutica em Bordeaux-Merignac, que também usou seu simulador para treinar estudantes.
O que vem agora para Aigon? Ele espera completar os cinco anos do processo de certificação necessário para entrar no ramo da construção de simuladores de voo. Enquanto isso, esperamos que ele gaste seu tempo olhando um pouco mais para cima; se seus filhos já curtiram o 737, imagine como eles ficarão ao acordarem na cabine de algo como O Voo do Navegador…



segunda-feira, 29 de julho de 2013

United aumenta oferta com 777 na rota Rio-Houston

United aumenta oferta com 777 na rota Rio-Houston


A United Airlines introduz, a partir de 13 de agosto, o 777-200 na ligação entre o Rio de Janeiro e Houston, no Texas (EUA). Com a novidade, a empresa terá uma oferta maior de assentos nessa rota: 50 assentos-leito na Business First, 72 na Economy Plus e 145 na United Economy. Todos com entretenimento individual. Segundo a empresa, foi um pedido do mercado esse aumento da oferta.

Boeing pede verificações de aeronaves em todo o mundo




Boeing pede verificações de aeronaves em todo o mundo

O medida é a mais recente resposta ao fogo que causou sérios danos a um 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines no aeroporto Heathrow, em Londres, em 12 de julho

A Boeing pediu no domingo que companhias aéreas inspecionem aviões em todo o mundo para reunir dados sobre as luzes de emergência da Honeywell International que estão sob escrutínio após um incêndio em um 787 Dreamliner estacionado há duas semanas.
Até 1.200 aeronaves de seus modelos menores a maiores foram equipados com os dispositivos, mas a Boeing está pedindo que as companhias aéreas inspecionem o maior número possível de aviões e forneçam as informações em 10 dias para ajudar os reguladores a decidir se qualquer ação será tomada.
"A Boeing está pedindo que as empresas que operam os modelos 717, 737 Next-Generation, 747-400, 767 e 777 inspecionem os aviões com os equipamentos da Honeywell", disse um porta-voz da Boeing em um comunicado enviado por email na noite de domingo.
"A finalidade dessas inspeções é coletar dados para apoiar a potencial decisão dos órgãos reguladores", acrescentou.

O movimento é a mais recente resposta ao fogo que causou sérios danos a um 787 Dreamliner da Ethiopian Airlines no aeroporto Heathrow, em Londres, em 12 de julho.

sábado, 27 de julho de 2013

Sinalizadores de emergência de B787 serão inspecionados



Sinalizadores de emergência de B787 serão inspecionados


A FAA, autoridade federal da aviação civil dos Estados Unidos, emitiu comunicado (Airworthiness Directive) instruindo as companhias detentoras de aeronaves B787 Dreamliner a retirarem ou inspecionarem os sinalizadores de emergência de seus aviões do modelo. A medida foi tomada após o incêndio no início do mês com um B787 da Ethiopian Airlines, cuja origem foi atribuída aos sinalizadores.

"A investigação [ao incêndio no B787 da Ethiopian Airlines] indica que o acidente pode ter tido origem no ELT (Transmissor de Localização de Emergência) e que discrepâncias no ELT, se não forem corrigidas, podem causar um incêndio na parte traseira do avião", diz a FAA.

A AD da FAA aplica-se a seis aviões B787-8 da United Airlines atualmente em serviço. A agência europeia para a segurança da aviação (EASA) também disse que está a trabalhar num aviso para as companhias europeias que operem o avião para removerem temporariamente os ELT.

Anac autoriza mais uma estrangeira a operar no país




A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a companhia aérea sul-coreana Asiana Airlines a operar no Brasil. A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União desta terça-feira (23/07). De acordo com o texto, a empresa pretende operar serviço de transporte aéreo público internacional regular de passageiro, carga e mala postal no território nacional.

A JetBlue começa a operar hoje dois voos diários entre Boston e Houston.




A JetBlue começa a operar hoje dois voos diários entre Boston e Houston.

JetBlue Airways começa a operar hoje dois voos diários e diretos entre o Boston Logan International Airport (BOS) e o Houston William P. Hobby Airport (HOU). O primeiro voo parte de Boston às 07h00 e chega em Houston às 09h57. No sentido inverso, parte de HOU às 10h35 e chega em BOS às 15h15. A segunda frequência parte de BOS à 01h40 e chega em HOU às  16h39. No retorno, parte de Hoston às 17h20 e chega ao aeroporto central de Boston às 22h00. A JetBlue opera a rota com aeronave Embraer 190 para 100 passageiros. Mais informações:www.jetblue.com.

World Travel Award: a LAN é a “Companhia Aérea Líder na América do Sul”



World Travel Award: a LAN é a “Companhia Aérea Líder na América do Sul”
Pelo segundo ano consecutivo, a LAN Airlines, empresa que faz parte do Grupo LATAM Airlines, foi reconhecida pelo World Travel Awards (WTA) como a “Companhia Aérea Líder na América do Sul”. O WTA visa reconhecer a excelência das melhores organizações da indústria de viagens por meio de uma votação que reúne agentes de viagem de todo o mundo.
Entre as categorias avaliadas pela premiação estão “melhor refeição”, “cabines mais confortáveis”; “melhor serviço em Classe Executiva”, “tecnologia e entretenimento de bordo”; “salas VIP” e “chegadas e partidas sem atraso”.  Neste ano, a cerimônia de gala do World Travel Awards para a América Central e do Sul foi realizada no Templo Huacca Pucllana (Peru) e contou com a presença de diversos representantes dos setores de aviação, hotelaria e turismo do mundo inteiro.

Embraer vê entrega de jatos executivos no piso da meta



Embraer vê entrega de jatos executivos no piso da meta

Companhia tem como meta a entrega de 80 e 90 jatos executivos leves, além de 25 a 30 executivos grandes neste ano

São Paulo - A fabricante de aviões Embraer previu nesta sexta-feira que atingirá o ponto menor da a meta de entregas de jatos executivos de grande porte em 2013, segundo o presidente da empresa, Frederico Curado, em teleconferência com analistas.
A empresa tem como meta a entrega de 80 e 90 jatos executivos leves, além de 25 a 30 executivos grandes neste ano.
"Na categoria de menor parte estamos indo relativamente bem e nos sentimos confortáveis em atingir as metas. Vemos alguma desaceleração no segmento de maior parte. Nesse momento, estamos indo à menor faixa da nossa meta", disse Curado.
No primeiro semestre, a Embraer entregou 41 aeronaves executivas e 39 aeronaves comerciais.
A fabricante reafirmou também as metas financeiras e operacionais de 2013, apostando num segundo semestre mais forte que o primeiro. A meta da fabricante de aviões é ter uma margem operacional (Ebit) de 9 a 9,5 por cento e receita líquida entre 5,9 bilhões e 6,4 bilhões de dólares.
"A atividade tem uma sazonalidade onde o segundo semestre tem maior número de entregas", disse mais cedo o vice-presidente financeiro e relações com investidores, José Filippo, em teleconferência com jornalistas.
A fabricante de aeronaves anunciou na quinta-feira à noite que fechou o segundo trimestre com um inesperado prejuízo, por conta do efeito do dólar mais alto sobre ativos não monetários, como estoques, e de menores entregas de jatos comerciais.
No primeiro semestre, a margem Ebit ficou em 6,6 por cento, enquanto a receita líquida totalizou 2,642 bilhões de dólares.
Aviação Comercial
No segmento de aviação comercial, a Embraer afirmou esperar estabilidade na produção nos próximos dois anos.
"Em 2015 pode ter alguma melhora. Para 2014, o cenário mais provável é de estabilidade na taxa de produção", disse Curado.
O executivo disse que não vê anúncios de novas grandes encomendas ocorrendo no curto prazo na aviação comercial, após os anúncios feitos em junho, no evento Paris Air Show.
"Houve uma concentração de anúncios em Paris. Não acho que podemos esperar grandes encomendas no curto prazo", disse.
No segmento de defesa, Curado disse que os esperados cortes de gastos do governo brasileiro não devem afetar os contratos da empresa. "Esperamos os programas existentes sejam protegidos de qualquer mudança de orçamento que pode afetar o Brasil", disse.

Às 13h31, a ação da Embraer na Bovespa caía 4,8 por cento, a 19,99 reais. No mesmo instante, o Ibovespa subia 0,04 por cento.

Boeing troca engenheiro-chefe do 787

Boeing troca engenheiro-chefe do 787

Bob Whittington, agora engenheiro chefe do modelo 777 da Boeing, assumirá o cargo de engenheiro-chefe do projeto para o 787




Boeing 787 em aeroporto: setor dentro da companhia tem sido afetado por uma série de desafios técnicos
Washington - A Boeing disse nesta sexta-feira que estava alternando cinco executivos em sua divisão de aeronaves comerciais, incluindo Mike Sinnett, o engenheiro-chefe do 787 Dreamliner, setor que tem sido afetado por uma série de desafios técnicos.
Sinnett será vice-presidente de desenvolvimento de produtos, enquanto Bob Whittington, agora engenheiro chefe do modelo 777 da Boeing, assumirá o cargo de engenheiro-chefe do projeto para o 787, disse a companhia em comunicado para os funcionários.
O documento diz que os movimentos pretendem dar a cada uma das cinco pessoas envolvidas uma oportunidade para ampliar sua experiência, aumentando "a força de nossas equipes".