sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Etihad Cargo comemora aumento no transporte de cargas

 Etihad Cargo, divisão da Etihad Airways, dos Emirados Árabes Unidos, divulga números mensais recordes em transporte de carga. Em julho, foram transportadas 45 mil toneladas. Essa quantidade é 37% maior que as 32.876 toneladas transportadas no mesmo mês em 2012.

“Vimos a demanda continuar a crescer e, em resposta, conseguimos adicionar maior capacidade por meio da nossa frota crescente de aviões de passageiros e cargueiros”, declara o principal executivo de Estratégia e Planejamento da Etihad Airways, Kevin Knight. Os números de julho foram impulsionados, em grande parte, pelo crescimento em mercados de exportação como Índia, Hong Kong e China.

O hub da companhia aérea em Abu Dhabi também atinge recorde no mês. Foram 70,5 mil toneladas que passaram pelas instalações aeroportuárias da capital dos Emirados Árabes Unidos, que desde maio fazem parte da organização subsidiária da Etihad, a Etihad Airport Services – Cargo.

Knight acrescenta que a aquisiçãoAbu Dhabi Cargo Company é um ponto importante nos investimentos. “Pensando em atender à futura demanda de carga em Abu Dhabi, há planos de desenvolver a unidade East Midfield para um novo Terminal de Carga integrado de última geração”, explica ele.

Aviação demandará um milhão de pilotos e técnicos

Mais de um milhão de
pilotos e técnicos é a demanda prevista pela Boeing para a
 aviação comercial, em todo o planeta, nas próximas duas décadas, considerando o volume de aeronaves encomendadas junto à fabricante norte-americana. Ontem, a Boeing apresentou o estudo 2013 Pilot and Technician Outlook, em Miami. Segundo o estudo, em 2032 serão necessários mais 498 mil pilotos na aviação comercial e outros 556 mil técnicos em manutenção para companhias aéreas. 


“A demanda emergencial por mão de obra competente é uma característica global e muito concreta”, disse a vice-presidente da Boeing Flight Services, Sherry Carbary. “A chave para preencher essa lacuna é enfatizar nosso treinamento nas mais modernas tecnologias para atrair e reter jovens interessados em carreiras na aviação.” Regionalmente, a demanda por pilotos e técnicos aparece assim dividida:

América Latina – 48,6 mil pilotos e 47,6 mil técnicos

América do Norte – 85,7 mil pilotos e 97,9 mil técnicos

Europa – 99,7 mil pilotos e 108,2 mil técnicos

Ásia e Pacífico – 192,3 mil pilotos e 215,3 mil técnicos

Oriente Médio – 40 mil pilotos e 53,1 mil técnicos

África – 16,5 mil pilotos e 15,9 mil técnicos.

A Emirates terá 6 frequências semanais entre Dubai e Taipeiem fevereiro.

Emirates anunciou a adição de mais um importante destino a sua malha: a cidade de Taipei, capital de Taiwan. A companhia operará seis frequências semanais diretas entre Dubai e o Aeroporto Internacional Taoyuan de Taipei, a partir do dia 10 de fevereiro de 2014 (voos EK 366/EK 367), utilizando na rota aeronave Boeing 777-300ER com 8 cabines individuais na Primeira Classe, 42 poltronas que viram cama na Classe Executiva e 304 poltronas na Classe Econômica.


Será o 16º destino da Emirates no Extremo Oriente. Taipei é uma cidade com cerca de 7 milhões de habitantes e um importante centro econômico e cultural, com muitas atrações e um forte comércio. O destino é famoso por produzir e exportar eletrônicos, têxteis, plásticos e borracha, produtos químicos e instrumentos óticos e fotográficos. Mais informações: www.emirates.com/br.

Qatar Airways transforma FC Barcelona em um país


Com quase 2,3 milhões de views em apenas três dias, filme criado pela 180 Amsterdam coloca jogadores como cidadãos comuns da nação do futebol

São Paulo - Imagine que o seu time de futebol favorito foi transformado em um país. E, ao desembarcar por lá, você ser recebido na imigração por um jogador como Piqué, ter uma ajudinha de Neymar, e assim por diante.
A 180 Amsterdam resolveu transformar o sonho mais fantástico dos torcedores do FC Barcelona em um filme que mostra a parceria do time com a Qatar Airways. O resultado ficou tão incrível que não chega a espantar a rápida viralização da peça, com com quase 2,3 milhões de views no YouTube em menos de três dias.
É divertido ver grandes astros do futebol no papel de cidadãos comuns desta nação imaginária (talvez até não tão imaginária assim). O filme acompanha a comissária de bordo da Qatar Airways, desde o momento em que o avião chega ao país – uma ilha no meio do oceano – até o momento em que ela vai a um jogo de futebol. Levando em conta que é uma fantasia, ela não precisa ir para casa, tomar banho e descansar, mas consegue passar o dia vagando pelo país FC Barcelona sem desarrumar um fio de cabelo, descer do salto ou borrar a maquiagem.
Mas só assim mesmo para conseguir mostrar um pouco do país onde a arquitetura segue as linhas futebolísticas e quase tudo tem as cores do Barcelona – azul e grená. É possível reconhecer Iniesta mostrando seus dotes artísticos pintando um mural, Messi como professor da escola de artes e ainda Puyol salvando a vida de duas mulheres distraídas. Até Gary Lineker ganhou uma ponta, como motorista de táxi.
Com uma produção perfeita e uma trama divertida, certamente este filme já está no meu top 5 de melhores do ano. Dê e play e descubra se está no seu também.


quinta-feira, 29 de agosto de 2013

WestJet planeja comprar 65 aviões 737 MAX da Boeing

Série 737 MAX deve iniciar a produção em 2015, com entregas para os clientes começando em 2017

São Paulo - A canadense WestJet disse nesta quinta-feira que fechou um acordo preliminar para a aquisição de 65 unidades do avião 737 MAX da Boeing, em um movimento para ampliar sua frota com aviões mais eficientes.
A série 737 MAX deve iniciar a produção em 2015, com entregas para os clientes começando em 2017. Esta é a mais recente versão do modelo mais vendido da Boeing, o 737, que tem sido produzido por mais de quatro décadas.
A WestJet, com sede em Calgary, disse que espera comprar 40 unidades do 737 MAX 8, 25 aviões menores 737 MAX 7, com as entregas previstas para iniciar em setembro de 2017. O MAX 8 irá acomodar entre 162 e 175 passageiros, enquanto o MAX 7 irá acomodar entre 126 e 140.
A empresa também disse que 15 dos aviões em seu pedido atual por 737 da nova geração, atualmente com entregas previstas para dezembro de 2014 a 2018, serão substituídos por 737 MAX.
A WestJet espera assinar um acordo final com a Boeing antes do fim de setembro.
A Boeing afirmou que a encomenda é avaliada em 6,3 bilhões de dólares, segundo preços de tabela dos aviões.


Entrou em vigor ontem o codeshare entre a TAM e a South African Airways

A TAM Linhas Aéreas e a SAA - South African Airways iniciaram ontem um acordo bilateral de compartilhamento de voos (codeshare). Com a parceria, as empresas aumentam as opções de destinos para seus clientes que voam de ou para o Brasil e África do Sul. Para o consumidor, há a facilidade de um único bilhete emitido transportar o passageiro em determinados voos para destinos operados pela parceira.



O acordo permitirá que os clientes da TAM cheguem, via São Paulo, à Cidade do Cabo, Durban, East London e Port Elizabeth, além de Joanesburgo. Já os passageiros da SAA poderão acessar, também via São Paulo, nove cidades brasileiras: Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Florianópolis, Recife, Belo Horizonte e Foz do Iguaçu. Os destinos operados em codeshare por TAM e South African Airways já estão disponíveis nos canais de venda de ambas as companhias. Mais informações: tam.com.br e flysaa.com

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A low-cost britânica Jet2.com terá voos transatlânticos para EUA e Canadá.

Viajantes do norte da Inglaterra e da Escócia terão novas opções deviagens transatlânticas, segundo comunicado da low-cost britânica Jet2.com. A companhia anunciou que está preparando voos diretos e pacotes turísticos para os EUA na próxima primavera, operando rotas como Leeds Bradford e Newcastle para New York, e de Leeds Bradford e Glasgow para Boston. Também oferecerá serviços de Leeds Bradford e Newcastle para a cidade canadense de Toronto. Apesar de apenas seis voos estarem programados em cada rota, a Jet2.com disse que se a demanda garantir, passará a voar o ano todo nessas rotas.

Novo modelo da Cessna realiza voo inaugural




INDEPENDÊNCIA, Kansas, 23 de agosto de 2013 - Cessna Aircraft Company, um Inc. Textron (NYSE: TXT) da empresa, celebrado como a primeira unidade de seu jato mais novo negócio, o Citation M2 produção, teve seu vôo inaugural de independência da empresa , Kansas, instalações. A M2 foi anunciado em setembro de 2011 com um projeto impulsionado pelo cliente e feedback do piloto. É o mais recente de uma sucessão de novas aeronaves Cessna para fazer seu vôo inicial de produção e tipo de certificação é esperado esta queda. "A aeronave realizada excepcionalmente bem hoje", disse Cessna produção vôo de teste piloto Terry Martindale. "Partimos da Independência e procedeu a uma altitude de 17.500 pés. Através do vôo quase duas horas, concluímos uma grande parte dos procedimentos de voo de teste de produção. Esta é a primeira aeronave equipada com a aviônica Garmin G3000, eo sistema vai além do que as pessoas podem estar esperando em termos de conhecimento, versatilidade, consciência situacional e facilidade de uso. Você pode perceber que os pilotos projetou o cockpit. Tudo é onde você precisa ser. "O co-piloto da missão era Cessna engenharia teste piloto Corey Eckhart."Quando anunciamos o M2 menos de dois 




anos atrás, sabíamos que existia a necessidade de um jato deste tamanho, capacidade e valor ", disse Brad thress, Cessna vice-presidente sênior de jatos executivos. "Você vai ver o feedback do operador e proprietário visão praticamente em todos os lugares que você olhar no M2. Os aviônicos Garmin G3000 são familiares para os pilotos e, ao mesmo tempo, trazer avanços que eles querem com recursos de que necessitam. O M2 é o líder na próxima geração de aeronaves, e um grande passo à frente para qualquer operador de jato de luz que precisa de uma nova aeronave executiva mais avançado. " O Citation M2 é a aeronave ideal para voar economicamente até seis passageiros no conforto de um vôo de 1.300 milhas náuticas. O Cessna Intrinzic convés de vôo ™ tem aviônicos Garmin G3000 apresentando displays multifunções de alta resolução e capacidade de split-screen. Tela sensível ao toque de interatividade comparável a um Smartphone fornece pilotos com informações sobre o desempenho preciso que eles precisam de uma interface de usuário familiar lógica. "O vôo de hoje o M2 é a mais recente demonstração do nosso compromisso profundamente realizada para o desenvolvimento de produtos", disse thress. "O Citation X teve seu primeiro vôo a produção este mês, eo Citation Sovereign teve seu primeiro vôo de produção em abril. Cessna colocou mais de 3.300 horas de vôo para o M2, o Soberano e os programas X citação. Nós somos dedicados a trazer esses jatos para os nossos clientes, e dedicada a oferecer o que os nossos clientes querem. The Citation M2 possui dois poderosos motores Williams FJ44 e uma velocidade de cruzeiro de até 400 ktas (460 mph). A M2 tem a gama de voar sem escalas de passageiros Houston, Texas para Nova York, NY, Calgary, Alberta para Chicago, Illinois, ou San Diego, na Califórnia, a Cidade do México, México. O M2 pode subir para um nível de vôo de 41.000 pés em 24 minutos, é certificada único piloto e tem uma carga útil de 3.809 lbs. Para mais informações sobre o Citation M2, visite Cessna.com



Sobre o Cessna Cessna é a empresa líder da aviação geral do mundo.Desde a sua criação em 1927, a Cessna criou, produziu e entregou cerca de 200 mil aviões em todo o mundo. Isso inclui 6,5 mil jatos executivos Citation, tornando-se a maior frota de jatos executivos do mundo. Hoje, o Cessna tem duas principais linhas de negócio: vendas e serviços pós-venda de aeronaves. Vendas de aeronaves incluem jatos Citation negócios, Caravan turboélices utilidade monomotores, aviões pistão monomotor e soluções de elevação por CitationAir. Serviços pós-venda incluem peças, manutenção, inspecção e reparação. Em 2012, a Cessna entregou 571 aeronaves, incluindo 181 jatos executivos Citation, e registrou receita de 3.111 milhões dólares. Mais informações sobre a Cessna Aircraft Company está disponível no cessna.com . Sobre Textron Textron Inc. é uma empresa multi-indústria que utiliza sua rede global de aeronaves, defesa, indústria e finanças empresas para oferecer aos clientes soluções e serviços inovadores. Textron é conhecida em todo o mundo por suas marcas poderosas, como a Bell Helicopter, Cessna Aircraft Company, Jacobsen, Kautex, Lycoming, EZ-GO, Greenlee, e Sistemas de Textron. Mais informações estão disponíveis no textron.com . Certas declarações contidas neste comunicado à imprensa são declarações prospectivas que possam projetar as receitas ou descrever estratégias, objetivos, perspectivas ou outros assuntos não-históricas; estas declarações válidas somente até a data em que eles são feitas, e não assumimos nenhuma obrigação de atualizar ou revisar quaisquer declarações prospectivas. Estas declarações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos, incertezas e outros fatores que podem causar resultados reais difiram materialmente daqueles, a eficácia da investigação e desenvolvimento de investimentos expressos ou implícitos por tais declarações prospectivas, incluindo, mas não limitado a para desenvolver novos produtos ou despesas imprevistas relacionadas com o lançamento de novos produtos ou programas significativos, o tempo dos nossos lançamentos de novos produtos ou certificações de nossos produtos novos aviões, a nossa capacidade de manter o ritmo com os nossos concorrentes na introdução de novos produtos e atualizações com recursos e tecnologias desejadas pelos nossos clientes, mudanças nas regulamentações ou políticas governamentais sobre a exportação e importação de nossos produtos; volatilidade na economia global ou mudanças nas condições políticas mundiais que adversamente a demanda impacto para os nossos produtos, problemas de desempenho com os principais fornecedores e subcontratados , difíceis condições nos mercados financeiros que possam afetar adversamente a capacidade dos nossos clientes para financiar ou financiar a compra de nossos produtos, e suavidade demanda contínua ou volatilidade nos mercados em que atuamos.



terça-feira, 27 de agosto de 2013

Singapore Airlines apresenta novas opções de cardápio

Singapore Airlines apresenta novas opções de cardápio

A companhia aérea Singapore Airlines anunciou um novo cardápio para os meses de setembro e outubro nos voos que ligam São Paulo a Barcelona, mantendo em seus pratos a essência da gastronomia internacional com toque regional. Na primeira classe, o passageiro pode escolher entre um leve salmão defumado ou duas opções de sopa, sendo a primeira uma refinada sopa de ervilha com camarão. A primeira classe também dispõe de quatro opções para o prato principal: cordeiro, pene com espinafre, carne, frango ou sushi. Na classe executiva, a entrada é uma salada de atum e como prato principal o passageiro pode escolher entre quatro opções que incluem: porco, frango, peixe ou carne. Na classe econômica, o luxo se estende com uma entrada de salada de frango e um maravilhoso bolo de chocolate para terminar a refeição. 

fonte: revistaflap

Presidente da Aerolíneas admite interceder contra LAN

Mariano Recalde reconheceu que pediu à presidente Cristina Kirchner para suprimir itinerários da companhia chilena para beneficiar as operações da estatal

Buenos Aires - O presidente da Aerolíneas Argentinas, Mariano Recalde, reconheceu que pediu à presidente Cristina Kirchner para suprimir itinerários da LAN para beneficiar as operações da estatal. Um vídeo divulgado pela imprensa argentina, nesta terça-feira, 27, mostra Recalde em discurso para um grupo kirchnerista, em que atribuiu adjetivos ofensivos a alguns políticos da oposição e relatou os pedidos feitos à presidente para melhorar as margens de lucro da Aerolíneas Argentinas.
No discurso, Recalde afirmou que a presidente não considerou adequado tirar voos da LAN. "Lhe pareceu muito", disse. O vídeo veio à tona às vésperas do fim do prazo imposto pelo governo à LAN para que desocupe um hangar no aeroporto metropolitano Jorge Newberry, mais conhecido como Aeroparque. No último dia 19, o Organismo Regulador do Sistema Nacional de Aeroportos (Orsna) entregou à LAN uma notificação para deixar o hangar em 10 dias úteis, pelo qual a companhia tem um contrato de uso que expira apenas em 2023.
Sem o hangar, a empresa alega que não poderá operar voos domésticos. A LAN possui 14 voos no país e, desde dezembro de 2012, sofre boicotes de organismos estatais. No vídeo, gravado em dia 5 de abril de 2010, Recalde relatou que a Aerolíneas Argentinas enfrenta dificuldades pela concorrência da LAN e de empresas brasileiras. Recalde também criticou o governo chileno de Sebastián Piñera.
"Levaram a direita à Presidência do Chile. Estamos competindo com a direita pinochista (referência ao ex-ditador Augusto Pinochet) instalada na Argentina; com empresas brasileiras; com interesses nacionais que querem mudar o modelo do país", reclamou Recalde. O executivo mencionou a compra de 20 aviões da Embraer para renovar a frota da estatal, com um "preço de mercado, ou mais barato, e o que é melhor, com financiamento do Brasil com taxa de juros de 7,3% anuais a 15 anos de prazo, um empréstimo esplêndido, inaudito", qualificou.

Também nesta terça-feira, o presidente do Orsna, Gustavo Lipovich, afirmou que, se a LAN não desocupar o hangar até quinta, 29, o organismo vai recorrer à Justiça. Na segunda, 26, a LAN apresentou uma medida de amparo legal para tentar reverter a decisão oficial. Lipovich argumentou que há uma cláusula no contrato entre a LAN e a Aeropuertos Argentina 2000, operadora dos aeroportos no país, que prevê o despejo em caso de necessidade do Estado.

Cathay Pacific divulga números combinado com Dragonair de julho

A Cathay Pacific Airways divulgou os números do tráfego combinado entre Cathay Pacific e Dragonair de julho de 2013, que mostram um aumento ano a ano no número de passageiros transportados. Cathay Pacific e Dragonair transportaram um total de 2.679.193 passageiros em julho – um aumento de 6,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. A taxa de ocupação subiu 3,9 pontos percentuais, para 85,0%, enquanto a capacidade subiu 0,1%. Para o acumulado no ano, o número de passageiros transportados aumentou 2,1%.

James Tong, gerente-geral de Revenue Management da Cathay Pacific, declarou: "Tivemos um forte início para o período de pico de verão. No entanto, a comparação com o ano passado é distorcida pelo efeito do grave tufão Vicente, que teve um grande impacto em nossas operações em julho de 2012. As cabines econômicas estiveram particularmente movimentadas no mês passado, e a demanda nas cabines premium foi ligeiramente mais fraca, mas em linha com nossas expectativas para o pico do verão."

​Tam demite mais de 400 funcionários

A Tam demitiu até 500 de funcionários nesta terça-feira, dia 27, de acordo com a reportagem do jornal O Globo. Entre os demitidos estão: copilotos, comandantes e comissários, além dos que aderiram ao Plano de Demissão Voluntária da aérea.

A assessoria da imprensa da Tam confirma as demissões e afirma que elas estão sendo adotadas para atingir a meta de corte total de 811 fixada pela empresa, já que o programa de demissão voluntária teve adesão bem abaixo do objetivo. A companhia informou nesta terça-feira apenas que a participação atingiu "mais de 50%" dessa meta.

A empresa havia adotado o programa formado por licença não-remunerada e desligamento voluntário de funcionários em meio à redução da oferta de voos no Brasil, para fazer frente ao aumento de custos. O programa de adesão voluntária foi acordado entre a empresa e o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) em 1º de agosto. Em nota enviada à imprensa, a Tam considerou o índice de adesão alto e ressaltou que isso lhe permite reduzir os desligamentos compulsórios.

Corporativo cresce 17,61% na Gol; saiba por quê

Alguns podem classificar de impressionante a virada obtida pela Gol no setor corporativo. Mas é, na verdade, fruto de uma estratégia bem desenhada e milimetricamente executada. No primeiro semestre do ano, a empresa conseguiu virar líder entre as agências Abracorp, em número de bilhetes emitidos. Pulou de 30% nos seis primeiros meses de 2012, para 33,5% este ano. No geral, as vendas do segmento corporativo na Gol subiram 17,61% no primeiro semestre deste ano.

Os motivos? Melhor listá-los, de acordo com entrevista exclusiva feita pelo Portal PANROTAS com o diretor comercial, Eduardo Bernardes, e o gerente nacional de Vendas, Renato Melo.

ESTRUTURA
A primeira grande mudança veio há pouco mais de um ano, com a reestruturação da equipe comercial da Gol. Em vez da divisão regional, Bernardes dividiu o time por segmentos (corporativo, consolidadoras, operadoras, agências, governo...). No corporativo, respondem ao gerente geral Renato Melo a gerente corporativo empresas, Carolina Gaete, 18 profissionais no atendimento a empresas, sete do atendimento a TMCs e o gerente para governo, Anderson Wolff.

“Essa mudança foi fundamental para estarmos mais próximos das empresas e das TMCs, com respostas rápidas e mudanças que atendam a suas necessidades reais e não o que acredita a companhia”, disse Bernardes. “Na Gol não temos negociações padronizadas, modelos de contratos... Hoje em dia é tudo personalizado”.

PARCERIA COM A DELTA
“Os clientes nos pediam muito uma extensão internacional. Para isso, nossa parceria com a Delta, e nos próximos meses com a Air France-KLM, foi fundamental. Estamos evoluindo na venda dos code-share e hoje dois promotores, um de cada lado, visitam as empresas. Vamos chegar ainda este ano ao ponto em que um só promotor gerenciará a conta, em nome das duas empresas, no caso Gol e Delta”, explica Eduardo Bernardes. 

Segundo ele, nos 20 meses de parceria com a Delta, a venda de bilhetes por causa do acordo cresceu 73%, tendo como base cerca de 400 clientes. E já há 19 empresas com o que eles chamam de um joint-contract. 

“Ganhamos essa amplitude de produtos, que é relevante para o cliente corporativo, igualamos os benefícios e categorias do Smiles e do Skymiles, treinamos nossas equipes para conhecerem bem ambos os produtos, demos treinamentos em diversas áreas, inclusive por segmento... Está sendo um case muito bem sucedido”, continuou Eduardo Bernardes.

ALÉM DO PREÇO
Outro passo importante na evolução do produto corporativo da Gol, segundo Carolina Gaete, foi a inclusão de outros produtos e valores agregados na negociação. “Vamos além da tarifa pura. Incluímos nas negociações benefícios do Smiles, as rotas internacionais da Delta, meios de pagamento, marcação de assentos de poltronas especiais, a Gollog... Ou seja, queremos que os clientes nos vejam como um fornecedor completo”.

PRODUTOS
O lançamento de produtos para o corporativo, segundo Bernardes, também foi fundamental. “Por exemplo, a antecipação ou adiamento de voos dentro de uma janela de seis horas no mesmo dia, sem cobrança de taxas ou diferença tarifária, os assentos especiais, as ferramentas tecnológicas, como o check-in não presencial, que chega a 80% de uso no Santos Dumont e em Congonhas, a liderança em pontualidade...”.

OFERTA
Mas e a redução da oferta, de cerca de 8% este ano? Não afetou o mercado corporativo? Segundo o diretor da empresa não. “Não saímos de nenhum mercado e o corte de oferta aconteceu de forma seletiva. A prioridade foi dada para a manutenção dos horários nobres para o viajante corporativo”, explicou. Também foram feitos ajustes para que os voos domésticos casassem com as ligações internacionais da Delta.

SISTEMA
A conexão direta da Gol com seus grandes clientes, via BWS/Booking Web Service, hoje responde por 45% do total de vendas da empresa. “Estamos na frente nesse quesito. Não há grande cliente que não esteja ligado diretamente com a gente. Nosso sistema para esses clientes é mais rápido, mais informativo, mais amigável. No médio prazo teremos, imagens, vídeos de produtos... Tudo para facilitar a venda por agências, operadoras, consolidadoras, grandes empresas...”, conta Eduardo Bernardes. 

“Dando mais informação a quem vende e nos consome, facilitamos o trabalho deles, sem que eles precisem sair de seus ambientes. E com a confiança de que o que ele vê é o que está sendo visto por todos os canais”, finaliza Bernardes.

EM TEMPO
A Gol patrocina a Ilha Corporativa Abracorp na Abav 2013, de 4 a 6 de setembro, no Anhembi, em São Paulo. Além de seu estande, em parceria com a Delta, a Gol divulgará o meio de pagamento UATP, do qual é distribuidora. A Delta exporá sua flat bed na ilha corporativa.

Avianca Holding transportou 14,1 mi de paxs em 2013



ogotá, 27 de agosto de 2013


  • Durante os primeiros sete meses de 2013, as subsidiárias da Avianca Holdings SA registrou um aumento de 9% no número de passageiros em relação ao mesmo período de 2012.

  • Em julho de 2013, as companhias aéreas Holdings anexado aos 2,2 milhões de passageiros transportados.

Subsidiárias da Holdings SA Avianca (Colômbia Stock Exchange: PFAVH) (*) entre janeiro e julho mobilizou 0,641 14'142 passageiros, registrando um aumento de 9% em relação ao mesmo período de 2012. A capacidade, medida em ASK (assentos disponíveis por quilômetro voado) aumentou 6,9%, o tráfego de passageiros medido em RPK (passageiros pagantes por quilômetro voado) cresceu 8,5%. Como resultado, a taxa de ocupação ficou 80,2% mais elevado do que em 2012.

Em julho, as controladas da Holdings mobilizou 2'218 .324 Avianca passageiros, 7,3% acima dos passageiros transportados em Julho de 2012. A capacidade, medida em ASK (assentos disponíveis por quilômetro voado) aumentou 6,6%, enquanto o tráfego de passageiros medido em RPK (passageiros pagantes por quilômetro voado) cresceu 8,2%. Por sua vez, a taxa de ocupação ficou em 83,9%.

Mercados internos da Colômbia, Peru e Equador
Durante os primeiros sete meses do ano, o número total de passageiros que utilizam Holdings empresas Avianca na Colômbia, Peru e Equador totalizaram 0,561 8'208 10,8% mais que no mesmo período de 2012. A capacidade (ASK) nestes mercados aumentou 17,1%, enquanto o tráfego de passageiros (RPK) cresceu 13%. Como resultado, o fator de ocupação ficou em 76,8%.

Em julho, ligado a Avianca Airlines Holdings transportados dentro destes mercados um total de 1'273 .252 viajantes, acima de 9,5% a partir de julho de 2012. A capacidade (ASK) nestes mercados aumentaram 16,6%, enquanto que o tráfego de passageiros (RPK) aumentou 10,4%. Como resultado, o fator de ocupação ficou em 78,1%.

Os mercados internacionais
No período de 2013, de janeiro a julho, o número de passageiros em rotas internacionais mobilizados somaram 5'934 .080, 6,5% superior ao valor registrado no mesmo período de 2012. A capacidade (ASK) aumentou 4,5% eo tráfego de passageiros (RPK) aumentou 7,4%. O fator de carga chegou a 81,1%.

Em julho, a Avianca Airlines Holdings integrado transportados 945 072 passageiros em rotas internacionais, um aumento de 4,5% em relação ao mesmo mês de 2012. A capacidade (ASK) cresceu 4,3%, enquanto o tráfego de passageiros (RPK) aumentou 7,7%. A taxa de ocupação ficou em 85,4%.

Informações para a imprensa:
Divisão de Comunicação e Assuntos Corporativos
Gilma Úsuga Claudia Arenas

Viracopos negocia benefícios a Gol e TAM para ter mais voos

Consórcio que administra o aeroporto de Campinas negocia incentivos como redução ou isenção temporária de tarifas com as empresas brasileiras

São Paulo - O Consórcio Viracopos, que administra o aeroporto de Campinas (SP) após sua concessão para a iniciativa privada, negocia incentivos como redução ou isenção temporária de tarifas com as empresas Gol e TAM para atrair mais voos domésticos, segundo seu diretor comercial, Aluizio Margarido.
"Estamos conversando com empresas (brasileiras). Na linha de atração de mais voos domésticos estamos conversando com TAM e Gol e vamos sentar na mesa e dar incentivos para elas", disse a jornalistas. Atualmente, a Azul é a principal empresa aérea que opera voos de passageiros no aeroporto.
O Consórcio Viracopos é detido por Triunfo Participações, UTC Participações e pela francesa Egis Airport Operational.
As negociações com as companhias ocorrem em meio aos pedidos do setor ao governo federal para que reduza as tarifas aeroportuárias e dê outros incentivos como unificação do ICMS sobre combustível de aviação para fazer frente ao aumento de custos.
O executivo também não descartou dar incentivos a empresas estrangeiras para elevar o número de voos internacionais a partir de Viracopos e acrescentou que a concessionária já negocia com duas empresas da América Latina, como parte de sua intenção de atrair estrangeiras para elevar receitas.
Durante o evento do setor em São Paulo, o executivo afirmou que a intenção é ter mais voos internacionais e que a inauguração de um novo terminal previsto para 2014 deverá auxiliar na atração das empresas.
Entre os incentivos considerados estão a isenção ou redução temporária de taxa de pouso, entre outros.


Xiamen Airlines confirma encomenda para seis jatos Boeing 787

A fabricante americana Boeing anunciou que a companhia aérea chinesa Xiamen Airlines confirmou a encomenda de seis 787-8 Dreamliner. Originalmente anunciado em maio de 2011, o pedido está avaliado em US$ 1,3 bilhões. A expansão da rede internacional da empresa se concentra atualmente no sudeste e nordeste da Ásia. Com a introdução do novo modelo a partir de 2014, a companhia planeja lançar novas rotas de longa distância a partir de Fujian para a Europa, América do Norte e Austrália. A Xiamen Airlines opera atualmente uma frota de 97 aviões da Boeing em 218 rotas domésticas e 26 internacionais. A companhia aérea receberá seu 100° avião da fabricante em novembro deste ano.

Emirates vai contratar quase quatro mil tripulantes

Emirates inicia processo seletivo na capital paulista

Emirates inicia processo seletivo na capital paulista
A Emirates promove em São Paulo o Open Day, processo seletivo para recrutar tripulação. São quase quatro mil vagas abertas. O evento será no próximo sábado, dia 31, no hotel Bourbon Convention Ibirapuera, na capital paulista.

A Emirates pretende contratar, neste ano, 3,8 mil tripulantes. Os candidatos devem ter mais de 21 anos e, no dia do processo seletivo, precisam levar o currículo em inglês e uma foto.É recomendável se registrar com antecedência pelo site www.emirates.com/careers. Hoje a companhia conta com 16 mil comissários de 120 países e que falam 50 diferentes idiomas.

Durante o Open Day, o candidato aprende mais sobre a profissão e tem informações sobre como é viver em uma cidade como Dubai. Eles também saberão mais sobre a empresa que atualmente voa para 134 destinos em 76 países. A frota da Emirates é de 201 aeronaves – outras 193 estão encomendadas, no valor de US$ 71 bilhões.
Fonte:panrotas

LAN apresenta recurso na argentina contra despejo em hangar

Empresa busca evitar a execução de uma ordem de despejo em um hangar crucial no aeroporto de Buenos Aires

Buenos Aires - A LAN Argentina apresentou nesta segunda-feira um recurso na Justiça argentina para evitar a execução de uma ordem de despejo em um hangar crucial no aeroporto de Buenos Aires, disse o canal de notícias TN.
Na semana passada, o Organismo Regulador do Sistema Nacional de Aeroportos (Orsna) deu um prazo de 10 dias para deixar a base de manutenção no aeroporto de voos domésticos na capital argentina, onde a empresa opera uma frota de 12 Airbus A320.
A LAN Argentina, unidade do maior grupo de transporte aéreo da América Latina Latam Airlines, havia dito que a decisão colocava em risco a continuidade de suas operações no país, onde é a principal rival da Aerolíneas Argentinas, de propriedade do Estado.

Representantes da empresa em Buenos Aires não estavam imediatamente disponíveis para comentar a informação.

A adesão aos programas de licença e demissão voluntária da TAM foi grande

A TAM Linhas Aéreas informa que com o encerramento do prazo de inclusão em seu Programa de Reestruturação de Adesão Voluntária, mais de 50% dos tripulantes envolvidos entraram no programa de Licença Não-Remunerada (LNR) e no Programa de Demissão Voluntária (PDV). Foi a primeira vez que um programa dessa natureza foi oferecido no setor aéreo brasileiro e, com o ajuste, a companhia vai adequar o quadro de comandantes, copilotos e comissários à realidade operacional em vigor na empresa - funcionários de outras áreas não foram afetados. A companhia convive com alta significativa dos custos, o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico.

Tam disponibiliza check-in pelo celular para partidas de Lima, no Peru

A Tam anunciou nesta segunda-feira (26/08) o serviço de check-in pelo celular para os passageiros que viajam de Lima (Peru) com destino a São Paulo/Guarulhos. Antes, essa tecnologia estava disponível apenas nos voos que partiam do Brasil para a capital peruana. 

Para utilizar esse serviço, o passageiro precisa acessar o site por um dispositivo móvel conectado à internet e realizar seu check-in entre 72 e 2 horas antes da decolagem. Após realizar esse procedimento, o cliente terá a opção de receber seu cartão de embarque eletrônico por e-mail, SMS ou até mesmo armazená-lo diretamente no Passbook, aplicativo disponível para usuários do sistema operacional Android e iOS 6.​

Informações: www.tam.com.br

Japão proíbe voos com o Dreamliner da Air India por falta de informações.

A
 Air India não pode voar com seus 787 Dreamliner’s para Tóquio ou Osaka, porque a companhia aérea deixou de prestar informações requeridas pelas autoridades japonesas de aviação civil sobre as modificações feitas nos sistemas de baterias dessas aeronaves. A proibição vigorará até que a Air India forneça as informações solicitadas. Em função dos reiterados pedidos, não respondidos, o Japão também decidiu não mais interagir com a Air India e centralizar todas as comunicações com a Diretoria Geral de Aviação Civil da Índia. A companhia aérea possui 7 Dreamliners, que estavam programados para iniciar voos para o Japão e que atualmente operam para Paris, Frankfurt, Bangalore, Kolkata e Chennai.

Funcionários da LAN Argentina fecham acessos de aeroporto em protesto

Funcionários da LAN Argentina interromperam, nesta segunda-feira, 26, os principais acessos ao aeroporto Jorge Newbery (conhecido como Aeroparque), em Buenos Aires, em protesto contra a ordem de despejo de um hangar da empresa, dada pela autoridade aeroportuária na semana passada.
A empresa, controlada pela holding chilena Latam, publicou, hoje, um anúncio nos principais jornais da Argentina no qual afirma que, para continuar operando no país, precisa manter o hangar. Na nota, a empresa afirma ter um contrato vigente até 2023 e investido US$ 5 milhões no hangar.
Greve
Nesta quinta, 29, prazo final dado na ordem de despejo, os trabalhadores aeroportuários e tripulantes devem entrar em greve nacional, também em solidariedade à LAN Argentina. A mobilização tem como objetivo paralisar o tráfego aéreo regular na Argentina, atingindo voos de todas as empresas.
A ordem de despejo está sendo questionada pela LAN na justiça, em um ambiente desfavorável à Orsna, a autarquia governamental que determinou a desocupação.
Na sexta, 23, duas empresas de táxi aéreo conseguiram uma liminar judicial suspendendo a resolução que serviu de base para ordem de despejo contra a LAN.
A resolução, publicada em dezembro do ano passado, torna o uso dos hangares do Aeroparque exclusivo para o governo e para empresas que tenham linhas aéreas regulares. Embora a LAN voe diariamente para 14 destinos na Argentina, esta operação não é considerada voo regular pelo governo do país.
Fonte: G1

PRIMEIRO LEGACY 650 FABRICADO NA CHINA REALIZA VOO INAUGURAL

Harbin, China, 26 de agosto de 2013 – A Harbin Embraer Aircraft Industry Co., Ltd (HEAI), joint venture entre a Embraer e a AVIC (Aviation Industry Corporation of China), anunciou hoje que o primeiro jato executivo Legacy 650 fabricado na China concluiu com sucesso seu voo inaugural. A entrega da primeira aeronave está programada para o final de 2013. 

Por cerca de 2 horas e 30 minutos, os pilotos e engenheiros de ensaio da Embraer realizaram testes para avaliar as características de desempenho, comandos de voo, comunicação e navegação, entre outros sistemas. 

“O sucesso do primeiro voo do Legacy 650 da HEAI é um marco importante não apenas para a parceria entre a Embraer e a AVIC, mas também para a história da aviação executiva chinesa, já que se trata do primeiro jato executivo da categoria large produzido por uma joint venture no país”, afirmou Guan Dongyuan, Presidente da Embraer na China. “Parabéns a todos que contribuíram para esse resultado de sucesso.”

“A conquista de hoje é fruto da colaboração sino-brasileira e do empenho de todos os envolvidos”, declarou Yuri Capi, Presidente da HEAI. “Esse voo inaugural tem um significado especial para a nossa Empresa, pois mostra ao mercado que estamos prontos e com plena capacidade para oferecer aos nossos clientes jatos executivos de alta qualidade de fabricação local.” 

O Legacy 650 entrou em serviço no final de 2010, tem alcance de 7.223 quilômetros (3.900 milhas náuticas) e capacidade para voos diretos entre Beijing e Dubai e de Hong Kong a Adelaide, na Austrália, com quatro passageiros nas condições de NBAA IFR. Com a maior cabine de sua categoria, distribuída em três zonas distintas, o Legacy 650 pode levar até 14 passageiros com muito conforto, desfrutando de sistema de entretenimento de última geração e internet de alta velocidade. A aeronave também possui o mais amplo compartimento de bagagem acessível em voo e o maior toalete de sua classe."  

Desde fevereiro de 2012, quando a Embraer entregou o primeiro Legacy 650 para o mercado chinês, a Empresa já recebeu 21 pedidos firmes e mais cinco opções para essa aeronave no país. Para fornecer um eficiente suporte ao cliente de seus jatos executivos, a Embraer continua expandindo sua rede de centros de serviços autorizados na Grande China. 



ASSESSORIA DE IMPRENSA

Avianca vê volatilidade do dólar pior do que valorização

A expectativa da companhia é que a taxa possa se estabilizar após as medidas tomadas na semana passada pelo governo

São Paulo - Pior que um aumento da taxa de câmbio é a volatilidade da moeda, na opinião do vice-presidente comercial da Avianca, Tarcísio Gargioni. Por isso, a expectativa da companhia é que a taxa possa se estabilizar após as medidas tomadas na semana passada pelo governo.
"Temos confiança de que vai acontecer (a estabilização), pela sinalização da sexta-feira, quando houve a inversão da curva", comentou o executivo, que participa nesta segunda-feira, 26, de almoço do Grupo de Lideres Empresariais (Lide).
De acordo com ele, a Avianca ainda não tomou medidas para minimizar os impactos da alta do dólar frente o real sobre a companhia. "Estamos aguardando a estabilização para tomar alguma providência", disse.
Cerca de 40% dos custos das companhia aéreas brasileiras são dolarizados, e as empresas costumam compensar o aumento dos custos em dólar com reajustes nas passagens e cortes na oferta de voos, entre outras alternativas de redução de custos.
Apesar de observar um cenário macroeconômico difícil, Gargioni reiterou a meta da companhia de crescer acima de 30% em 2013. "No primeiro semestre crescemos 37% e nosso plano não mudou, continua intacto", afirmou. A empresa estimou um crescimento de 2% do PIB deste ano quando traçou suas projeções, comentou.
Gargioni salientou que a expansão na demanda da companhia é resultado do diferencial de produto que a empresa oferece. A Avianca tem como estratégia oferecer um serviço de transporte aéreo superior, com mais espaço entre as poltronas e maior gama de opções de atividades de entretenimento, entre outros diferenciais. "O mercado de transporte aéreo apresentou praticamente crescimento nulo no primeiro semestre, esperamos que no segundo semestre possamos ver um desempenho melhor", completou.
O executivo lembrou que o segundo semestre responde por 55% do movimento anual e que dois terços dos passageiros viajam a negócios.


sábado, 24 de agosto de 2013

Airbus Corporate Foundation e Cruz Vermelha envia ajuda médica para refugiados sírios na Jordânia

Um vôo da Airbus em nome da Cruz Vermelha desembarcou ontem em Amã, na Jordânia, transportando 25 toneladas (143 metros cúbicos) de equipamentos e suprimentos médicos, bem como o pessoal médico e de logística.
Esta aeronave de teste Airbus A340-600 foi carregado em Helsinki pela Cruz Vermelha Finlandesa, com a ajuda da Finnair Carga para paletização e carregamento. Esta missão foi organizada entre a Airbus Corporate Foundation ea Federação Internacional da Cruz Vermelha e Sociedades do Crescente Vermelho (FICV).
FICV Subsecretário-Geral dos Serviços Programa, Walter Cotte disse: "As necessidades humanitárias para apoiar a fuga de milhares de pessoas que fogem da Síria aumentam a cada dia. Na Jordânia, a Cruz Vermelha está a prestar cuidados de saúde vital para milhares de refugiados. Entrega de equipamento salva-vidas, materiais e pessoas qualificadas Airbus é inestimável, o que nos permite atender às necessidades de saúde desta população vulnerável. "
Debbané, Diretora Executiva da Fundação Airbus, disse: "A Fundação Airbus tem trabalhado regularmente por vários anos com a FICV, coordenar missões humanitárias como este hoje na Jordânia. Gostaríamos também de agradecer a todos os parceiros envolvidos neste projecto, a FICV, a Cruz Vermelha finlandesa, Finnair Carga e Nordisk Aviation. "Nos últimos anos, a Airbus construiu uma rede global de companhias aéreas e organizações de ajuda humanitária para apoiar causas humanitárias internacionais. Voos de entrega de novo a ser entregue aviões têm sido utilizados em diversas ocasiões para transporte de mercadorias para destinos na necessidade em todo o mundo.

Estas fontes permitirá a prestação de serviços médicos em um novo campo de refugiados sírios sendo criado em Azraq, a 100 quilômetros a leste de Amã, que terá capacidade para acomodar 130 mil pessoas.
Os bens enviados pela Cruz Vermelha Finlandesa fazem parte de uma iniciativa conjunta da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho inclui camas, barracas, equipamentos cirúrgicos e medicamentos. Dez pessoas da Cruz Vermelha (enfermeiros, médicos e técnicos) também fazem parte do suporte.
 O Airbus Corporate Foundation foi criada em dezembro de 2008, para facilitar as atividades de caridade em todo o mundo dentro de uma rede internacional de colaboradores e parceiros. A organização se concentra o seu apoio em três temas: apoio humanitário e da comunidade, desenvolvimento da juventude e do meio ambiente. Desde o seu lançamento em dezembro de 2008, a Airbus Corporate Foundation tem facilitado um pouco de alívio ou 33 vôos ágio para vários destinos em todo o mundo.