sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Aeroporto de Manaus inicia operação assistida do novo desembarque doméstico

A Infraero abriu a nova sala de desembarque doméstico do Aeroporto Internacional de Manaus/Eduardo Gomes (AM). A nova área funciona em caráter de operação assistida, o que significa que as atividades e funcionamento do espaço serão monitorados para observar a necessidade de ajustes ao longo do período de testes, que seguirá até 6/3. Com a abertura da nova sala, as áreas de desembarque antigas começaram a ser gradativamente desativadas para dar continuidade ao cronograma das obras de reforma e ampliação do aeroporto.
      Durante a operação assistida, serão observados aspectos como o funcionamento das esteiras e escadas rolantes, as sinalizações e os banheiros, com a meta de garantir a satisfação dos usuários e manter a boa operacionalidade do aeroporto. Além disso, a Infraero mantém equipes dedicadas a orientar os passageiros sobre os novos acessos e saídas do terminal.
Desembarque-Manaus-2
      O passageiro Raimundo Reis aprovou o novo desembarque doméstico. “Nós, como contribuintes, ficamos felizes em ver os investimentos feitos em melhorias para o público. O Governo Federal e a Infraero estão de parabéns”, destacou. Já a superintendente do aeroporto, Socorro Pinheiro, elogiou a nova operação. “O trabalho em conjunto das diversas áreas do aeroporto permite que o andamento das atividades do terminal ocorra de forma efetiva e com êxito”, afirmou.
      O Eduardo Gomes recebe diariamente trinta operações de desembarque, entre doméstico e internacional, atendendo cerca de 4,2 mil passageiros nesse período.

   Assessoria de Imprensa - Infraero

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Etihad lança voo de Abu Dhabi para Phuket

A Etihad anunciou uma frequência diária e direta entre Abu Dhabi e Phuket, a maior ilha da Tailândia, com praias e temperaturas atraentes. A rota terá início em 26 de outubro em um Airbus 330-200 com duas classes: a econômica, com 262 assentos, e a executiva, com 22. 

Phuket é o sétimo destino no Sudeste Asiático contemplado pela aérea e o segundo na Tailândia – só para a capital, Bangcoc, a Etihad transportou 742 mil passageiros em 2013. Nos horários locais, o voo sai de Abu Dhabi às 8h45 e chega a Phuket às 18h. Na rota inversa, a saída é às 20h25, aterrissando em Abu Dhabi à 0h25.

China Southern e Japan Airlines estão voando para Vancouvercom o B787


China Southern Airlines começou a voar ontem entre Guangzhou e Vancouver utilizando aeronave Boeing 787 Dreamliner na rota. Anteriormente, a China Southern operava entre as duas cidades com aeronave Boeing 777-200ER para 284 passageiros. Assim, a introdução do 787 com 228 assentos representa uma redução de 19,7% na oferta da rota, especialmente em Primeira Classe, que teve seus assentos reduzidos de 24 para 4 lugares (-83,3%) e na Classe Executiva, cujos assentos passaram de 53 para 24 (-54,7%). 


A redução na oferta também acontece na JAL - Japan Airlines, que no começo deste mês começou a operar com o B787 em alguns voos da rota que liga Tóquio/Narita a Vancouver. Com o 787 Dreamliner de 187 lugares substituindo um Boeing 767 de 232 assentos, a redução na oferta é de 19,4%. A partir de 30 de março, a JAL operará todos os voos diários da rota com o 787. As duas companhias disseram que a queda na oferta em suas rotas deve elevar a rentabilidade das mesmas e proporcionar mais qualidade e uma melhor experiência de viagem a seus passageiros. Mais informações: csair.com e jal.com.

A350 XWB frota de teste de vôo dobra tamanho

A aeronave A350 XWB teste de vôo, MSN2 e MSN4, foram ambos levados para o céu acima Toulouse, França hoje por seus respectivos primeiros vôos, elevando o número total de A350 XWB agora voam a partir de dois a quatro. 
Até o momento, as duas primeiras aeronaves A350 XWB teste para voar, MSN1 e MSN3, já realizada perto de 1100 horas de ensaios em vôo para fora do total de 2.500 horas do programa previstos para certificação.
MSN2, com libré sua "carbono" especial inspirado, será a primeira aeronave de testes A350 XWB para caracterizar uma cabine de passageiros completa. Isso permite que a Airbus para começar a testar e validar toda a cabine e sistemas relacionados de passageiros. Como parte destes testes da cabine, MSN2 vai levar os primeiros passageiros do A350 XWB durante os primeiros vôos longos (FEB) na primavera.

















EMBRAER DIVULGA RESULTADOS DO 4º TRIMESTRE, DO ANO DE 2013 E ESTIMATIVAS PARA 2014

​DESTAQUES


- A Companhia atingiu todas suas principais estimativas para 2013, como entregas de aeronaves, Receita líquida, Margens operacionais (EBIT ) e EBITDA², mesmo excluindo-se alguns itens não recorrentes que impactaram positivamente o 4º trimestre de 2013 (4T13);

-  No 4T13, a Embraer entregou 32 aeronaves comerciais e 53 aeronaves executivas (38 jatos leves e 15 jatos grandes), encerrando o ano com um total de 90 aeronaves comerciais e 119 executivas (90 jatos leves e 29 jatos grandes) entregues;

- Como resultado das entregas de aeronaves e do crescimento do negócio de Defesa & Segurança, a Receita líquida atingiu R$ 5.295,7 milhões no 4T13 e R$ 13.635,8 milhões no ano, atingindo as estimativas da Companhia para o ano;

-  As margens EBIT e EBITDA atingiram 20,2% e 23,7%, respectivamente, no 4T13, e no ano ficaram em 11,8% e 16,4% respectivamente, considerando alguns itens não recorrentes do 4T13. Como resultado, a Companhia superou suas estimativas anuais de margens operacional e EBITDA, de 9,0% a 9,5% e de 13,0% a 14,0% respectivamente;

- O forte fluxo de caixa operacional de R$ 1.354,5 milhões durante 2013 aumentou a posição de caixa líquido da Companhia, que atingiu R$ 1.005,5 milhões ao final do ano;

- No 4T13 a Embraer apresentou Lucro líquido de R$ 607,2 milhões e Lucro por ação de R$ 0,8329. No ano, o Lucro líquido total foi de R$ 777,7 milhões e o Lucro por ação ficou em R$ 1,0668;

- Em 2014, a estimativa da Companhia é de atingir Receita líquida de US$ 6,0 a US$ 6,5 bilhões, impulsionada pelo crescimento no segmento de Defesa & Segurança e pelas entregas estimadas de 92 a 97 jatos na Aviação Comercial, de 25 a 30 jatos grandes e de 80 a 90 jatos leves na Aviação Executiva;

-  A carteira de pedidos firmes (backlog) aumentou para US$ 18,2 bilhões, atingindo 46% de crescimento se comparada aos US$ 12,5 bilhões ao final de 2012.

Confira o desempenho da Tam, Gol, Azul e Avianca em janeiro


Alto custo ainda é o principal desafio do setor, que segue com a liderança da Tam em janeiro. Os dados são da Abear

ão Paulo – A Tam continua na liderança do mercado de aviação no Brasil, com 38,37% de mercado, seguida pela Gol, com 37,49%. A Azul, já com os dados da Trip incoporados, detém 16,81% do setor, enquanto que a Avianca conta com 7,34%. Os dados, referentes ao mês de janeiro, são da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). 
No mês, a demanda por voos domésticos aumentou 7,6% e chegou a 8,7 bilhões de passageiros por quilômetros transportados. Já a oferta aumentou 6% para 10,8 bilhões de assentos por quilômetro voado.
O maior desafio das companhias continua sendo a alta da moeda americana, responsável por 60% dos custos das empresas aéreas.
“O dólar teve um aumento de quase 18% no período e causa impacto direto no já altamente tributado combustível para voos domésticos, nos contratos de arrendamento de aeronaves e nas apólices de seguro", Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.
A seguir, veja como se saíram as companhias aéreas no mercado doméstico.
Mercado Domésticos
Avianca
Azul
Gol
Tam
Total
Oferta de assentos
744.475
1.892.169
4.182.024
4.002.759
10.821.427
Demanda de passageiros
640.012
1.466.381
3.270.974
3.348.010
8.725.377
Taxa de ocupação
85,97%
77,50%
78,22%
83,64%
80,63%
Market Share
7,34%
16,81%
37,49%
38,37%
xx
Estrangeiro
Tam e Gol, as duas companhias aéreas brasileiras que operam voos internacionais, seguem com o desafio de driblar a alta dos custos e a queda na demanda por viagens ao exterior. Ainda assim, segundo a Abear, as duas tiveram aumento de eficiência no mês.
De acordo com a associação, enquanto a oferta de voos internacionais caiu 7,5% de janeiro a janeiro, a demanda recuou 2,9%.
A seguir, confira o desempenho da Tam e Gol no mercado internacional.
Mercado Internacional
Gol
Tam
Total
Oferta de assentos
507.455
2.638.191
3.145.646
Demanda de passageiros
378.723
2.160.466
2.539.189
Taxa de ocupação
74,63%
81,89%
80,72%
Market Share
14,92%
85,08%
xx
Fonte: Abear


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Campinas e Dourados ganham nova frequência da Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar a terceira frequência entre Campinas e Dourados. A companhia espera iniciar o novo voo em 20 de março. A nova operação será feita com uma aeronave modelo ATR 72-600, com capacidade para 70 assentos. As vendas já estão disponíveis em todos os canais de vendas da Azul com tarifas a partir de R$ 130,90 o trecho.

“Em 2013, a companhia transportou 30.061 Clientes a partir de Dourados. Neste ano, somente em janeiro, o número de Clientes que voaram com a Azul desde a cidade passou de três mil. O fluxo observado no aeroporto de Dourados é um dos motivos que nos levam a ampliar as operações na cidade. Forte polo do agronegócio, a região tem tido grande desenvolvimento nos setores de indústria e serviços”, afirma Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianças da Azul.

GOL aumenta o pitch em sua frota e reduz a projeção de oferta para 2014


GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. anuncia que até maio terá 80% de sua frota com maior pitch (distância entre as poltronas). As aeronaves identificadas como GOL+ proporcionam mais conforto e uma experiência de voo ainda melhor. A companhia disponibilizará 33 aeronaves com o novo padrão até o carnaval, chegando a um total de 107 antes do período da Copa do Mundo. Com a nova configuração, os modelos B737-800 NG passam a ter 177 assentos. As fileiras 2 a 7 do lado direito e 3 a 7 do lado esquerdo são identificadas como GOL+Conforto. A distância entre essas fileiras (pitch) passa de 30 para 34 polegadas (86,3cm) e o reclino do encosto aumenta em 50%. Nas demais fileiras a distância entre as poltronas aumenta de 30 para 31 polegadas (78,7cm). 

Os modelos B737-700 NG terão 138 assentos e a configuração GOL+Conforto será das fileiras 1 a 7 em ambos os lados. Nas demais fileiras a distância entre as poltronas aumenta de 29 para 30 polegadas (76,2 cm). A decisão acontece três meses após a companhia implantar o modelo na Ponte Aérea. "Somos líderes em pontualidade e reconhecidos como a companhia que mais transportou clientes corporativos em 2013 segundo a ABRACORP. Ao oferecer maior conforto, reiteramos o nosso compromisso em proporcionar a melhor experiência de viagem", diz Paulo Miranda, diretor de Produtos da GOL.

Com este posicionamento, a GOL terá, ao final de 2014, a maior oferta de assentos na categoria A (padrão ANAC), equivalente a 42% do total disponível no mercado. Adicionalmente, a partir de agora a companhia passará a ter somente uma configuração para cada tipo de aeronave, no lugar das mais de 30 configurações existentes.Como resultado da nova configuração, a GOL anunciou uma alteração na projeção da oferta doméstica (ASK) para 2014, anteriormente de 0%, para um patamar entre -3% e 0% de variação frente ao ano anterior.