sexta-feira, 18 de julho de 2014

Airbus fecha negócios de mais de US$ 75 bi para 496 aeronaves

Durante o 2014 Farnborough Air Show, a Airbus conquistou US$ 75,3 bilhões em negócios para um total de 496 aeronaves, o que o tornou, de longe, o maior evento em Farnborough para a Airbus – em termos de valor em dólar e em número de aviões. Os acordos incluem Memorandos de Entendimento (MoU) para 138 aeronaves no valor de US$ 36,9 bilhões e ordens de compra para 358 aviões no valor de US$ 38,4 bilhões.

O evento começou com o lançamento do A330neo, seguido por diversos anúncios de grandes clientes para um total de 121 aeronaves A330neo no valor de US$ 33,2 bilhões. O maior solicitante foi a Air Asia X, com um acordo para 50 A330-900neo no valor de US$ 13,8 bilhões. Esta seleção notável por uma das operadoras de mais rápido crescimento na Ásia, além do selo de aprovação dos principais arrendadores ALC, Avolon e CIT, forneceram mais evidências de que a Airbus e a Rolls-Royce fizeram a escolha certa ao se basear no estrondoso sucesso do A330 de médio alcance com os motores Trent de última tecnologia. Além disso, a Airbus se orgulha de continuar desenvolvendo esta plataforma como o complemento ideal para seu irmão maior e de longo alcance, o A350 XWB, na Família Widebody líder.

No setor de corredor único, a Família A320 da Airbus obteve 363 compromissos no valor de US$ 39 bilhões. Desses, os pedidos para 317 aeronaves A320neo e A321neo no valor de US$ 34,4 bilhões são mais um reflexo de como a Família A320neo continua superando a concorrência. A cereja do bolo: a Airbus obteve a 3.000ª venda da Família A320neo durante o evento. O marco foi atingido quando a SMBC Aviation Capital encomendou 110 aviões A320neo, marcando o maior voto de confiança do evento para a Família líder em aviões de Corredor Único.

“Os pedidos e compromissos que recebemos neste evento recorde em Farnborough, para as Famílias A330neo e A320neo, são um endosso inequívoco para essas aeronaves com maior eficiência de custo”, diz John Leahy, COO para Clientes da Airbus. “Para nossas categorias de corredor único e widebody, a alta representação de arrendadores – amplamente considerada o ‘barômetro’ da indústria – indica a confiança de longo prazo nas necessidades de capacidade para crescimento sustentável das companhias aéreas nos próximos anos”, acrescenta o executivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário