sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Airbus apresenta o A350, desenhado para competir com o 777





São Paulo - Nesta quinta-feira, o aeroporto internacional de Guarulhos recebeu o mais novo avião da Airbus, o A350. A aeronave, que está em fase final de testes para certificação, pousou no Brasil em meio a uma turnê internacional que passará ao todo por 14 países em três semanas de viagem.
A família A350, que possui três modelos cuja capacidade varia de 276 para 369 lugares, entra no mercado para competir diretamente com os jatos 777 e 787, da Boeing.
De acordo com a companhia francesa, o A350 tem um custo por ascento 25% menor que o do concorrente e uma tecnologia que permite um aumento de 25% na eficiência do combustível. "78% do peso de nosso avião vem de materiais avançados", explica Maria Luiza Lucas, diretora de marketing da Airbus.
A nova tecnologia das asas, que foram redesenhadas e são ajustadas durante a viagem de acordo com as condições de voo, também ajuda a atingir maior eficiência. 
Para os passageiros, porém, as novidades mais importantes estão no interior. A aeronave é mais larga, o que permite mais espaço entre as nove poltronas e entre as fileiras. O piso da aeronave é completamente plano, já que toda a fiação é interna, e as telas de tv são todas de alta definição.
A iluminação, que conta com inúmeras tonalidades e cores, pode ser ajustada para criar diferentes ambientes. "A iluminação certa pode, por exemplo, diminuir os efeitos do jet lag ou fazer com que o passageiro fique mais disposto a comer na hora em que o jantar será servido", diz Maria Luiza.
Até junho deste ano, a Airbus havia recebido 742 ordens de pedidos firmes de 38 clientes. O primeiro a ser entregue pertence à Qatar Airways e deve estar no ar até o último trimestre deste ano.
Na América Latina, já há 50 pedidos firmes, sendo que 27 deles são da Latam. A companhia aérea pagou 7 bilhões de dólares pela nova frota, que deve começar a voar até o fim de 2015. Estados Unidos e Europa são destinos certos, mas ainda não se sabe quais países.

 fonte: EXAME

Nenhum comentário:

Postar um comentário