segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Iberia deixa de ser ‘patinho feio’ do IAG Espanhola já teve no lucro no 2º Trimestre

Ainda não é um ‘cisne’, mas a Iberia já deixou de ser ‘patinho feio’ do International Airlines Group (IAG) liderado por Willie Walsh, que ao comentar os resultados no segundo trimestre destacou que todas as companhias do grupo tiveram os melhores lucros operacionais para esse período do ano desde 2007.
No caso da Iberia, o balanço indica que aumentou o resultado operacional em 51 milhões de euros, saindo de perda há um ano para um lucro de 16 milhões.
A Iberia teve assim uma evolução melhor que a low cost Vueling, cujo aumento dos resultados operacionais foi de cinco milhões, e aproximou-se da British Airways, cujo aumento foi de 63 milhões.
Porém, a espanhola ainda não atingiu os níveis de rentabilidade operacional das suas ‘irmãs’, pois a sua margem operacional no segundo trimestre foi de 1,5%, com 16 milhões de euros de resultados operacionais, enquanto a da Vueling foi de 6,6%, com 30 milhões, e a da British Airways foi de 9,1%, com 273 milhões.
Os dados do IAG mostram que o aumento da rentabilidade da Iberia foi exclusivamente pela redução de custos, que baixaram 5%, para 1.055 milhões de euros, ‘acomodando’ uma descida das receitas em 0,5%, para 1.071 milhões.
A British Airways, por sua vez, melhorou o resultado operacional por aumento da receitas em 1,9%, para 2.996 milhões de euros, e redução dos custos em 0,3%, para 2.723 milhões, e a subida do lucro operacional da Vueling foi com aumento da receita operacional em 24,5%, para 457 milhões, e subida do custo em 24,9%, para 427 milhões.
O primeiro sinal do ‘novo estatuto’ da Iberia dentro do grupo foi anúncio hoje pela holding de que encomendou 16 aviões de longo curso para renovar a frota da subsidiária espanhola (clique para ler:IAG já volta a comprar aviões para a Iberia. Novos A350 e A330 a partir de 2015), pondo fim à decisão de que não haveria mais aviões para a Iberia enquanto não demonstrasse estar em condições de crescer de forma rentável.


fonte:pressetur

Nenhum comentário:

Postar um comentário