quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Lucro líquido da Smiles cresce 39,5% e atinge R$ 89,4 milhões no 2T15


O Smiles apresentou lucro líquido de R$ 89,4 milhões, 39,5% superior ao 2T14, principalmente impulsionado pelo crescimento de 93,5% de seu lucro operacional. O resultado é reflexo da manutenção das margens de resgate em níveis superiores a 40% e do crescimento de 38,5% nas milhas acumuladas exceto Gol, em relação ao 2T14, correspondentes a 62,8% no faturamento1 com milhas, exceto Gol.

“No 2T15 a Smiles teve um forte aumento do lucro líquido, com expansão do market share e preservação das margens.  Tanto o acúmulo quanto o resgate de milhas apresentaram crescimento significativo (31,5% e 28,2% respectivamente), como retorno das nossas ações de marketing, alianças com bancos e aéreas, facilidade de uso e expansão dos clientes ativos. Nossas iniciativas têm criado valor para nossos parceiros e isso tem sido percebido pela preferência deles pela Smiles, principalmente dos bancos”, declara Leonel Andrade, CEO da Smiles.

“Outro destaque importante é que apenas dois anos após o IPO, as ações da Smiles já apresentaram os requisitos necessários para a entrada no Índice Ibovespa, com o peso inicial de 0,309%. Mantivemos a estratégia de inovação apresentando duas novidades no trimestre: pagamento da taxa de embarque com milhas e a nova plataforma de resgate de hotéis e passeios, reafirmando o compromisso da Smiles de oferecer as melhores opções para que nossos clientes tenham uma experiência mais completa de viagem e mantendo a preferência dos clientes entre os programas de milhagem”, completa o executivo.

A companhia atingiu 9.493 bilhões de milhas resgatadas no 2T15, o que representa 1,1 milhão de produtos resgatados e bilhetes aéreos emitidos. Houve um aumento de 28,2% no resgate de milhas, se comparado ao mesmo período no ano anterior.

O acúmulo de milhas, exceto GOL, teve um crescimento de 38,5% em relação ao 2T14, totalizando 11,2 bilhões de milhas, como reflexo do forte alinhamento com os bancos emissores de cartões de crédito.

A receita bruta referente ao produto Smiles & Money apresentou crescimento de 104,4% em relação ao 2T14, impulsionado pelo crescimento em número de bilhetes emitidos, compensado pela redução do valor unitário por emissão.
M&E

Nenhum comentário:

Postar um comentário