sábado, 31 de outubro de 2015

Avião russo cai no Egito com 224 pessoas a bordo


Um avião russo caiu na península do Sinai, no Egito, neste sábado (31), minutos após a decolagem, com 217 passageiros e sete tripulantes a bordo. Todos os ocupantes da aeronave morreram, anunciou a embaixada da Rússia no Cairo. As causas do acidente ainda são desconhecidas.
O avião, um Airbus A321-200 da companhia Kogalimavia (conhecida como Metrojet), decolou às 3h51 (1h51 no horário de Brasília) da região turística de Sharm el-Sheikh, no mar Vermelho, com destino a São Petesburgo, na Rússia, onde deveria aterrissar pouco depois do meio-dia local (7h de Brasília). A maioria dos passageiros era formada por turistas russos.
O órgão de aviação russo Rosaviatsiya afirmou, em nota oficial, que o avião deixou de fazer contato com o controle aéreo do Chipre 23 minutos após a decolagem e desapareceu do radar em seguida. Neste momento, o aparelho estava a 30 mil pés de altitude (9.144 m).
A autoridade de aviação civil do Egito confirmou que destroços do avião foram localizados numa área montanhosa na região de Hassana, ao sul da cidade de Arish, norte do Sinai.
Membros das equipes egípcias de busca e resgate encontraram mais de cem corpos, incluindo de cinco crianças, em meio aos destroços, disse um oficial no local à agência de notícias Reuters.
"Agora vejo uma cena trágica. Um monte de mortos no chão e muitos morreram ainda atados a seus assentos", afirmou o oficial, que pediu anonimato.
"O avião foi dividido em dois, uma parte pequena na extremidade da cauda que queimou e uma parte maior que colidiu com uma rocha. Tiramos pelo menos cem corpos e o resto ainda está no interior", acrescentou.
Segundo a Airbus, a aeronave tinha 18 anos e vinha sendo operada pela Metrojet desde 2012. O avião tinha acumulado cerca de 56 mil horas de voo em quase 21 mil voos.

Parentes choram

O presidente russo, Vladimir Putin, expressou suas "profundas condolências" às famílias das vítimas e ordenou o envio de equipes de emergência russas para o local da queda.
"Estou esperando os meus pais. Eu falei ao telefone com eles quando já estavam no avião, e então ouvi as informações [do acidente]", lamenta Ella Smirnova, uma jovem de 25 anos de idade no aeroporto de Pulkovo, em São Petersburgo.
"Vou continuar a esperar até o final. Espero que estejam vivos, mas talvez nunca mais voltarei a vê-los", declarou em meio a outros passageiros à beira das lágrimas.

Estado Islâmico atua na região

O avião caiu no centro da Península do Sinai, reduto do ramo egípcio do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que cometeu vários ataques contra as forças de segurança locais. Mas a alta altitude em que o contato foi perdido com a aeronave torna improvável a hipótese de que ele foi atingido por um foguete ou um míssil, de acordo com especialistas.
O último acidente aéreo no Egito foi em janeiro de 2004 e fez 148 mortos, incluindo 134 turistas franceses. Um Boeing-737 da empresa egípcia Flash Airlines caiu no mar Vermelho, poucos minutos depois de decolar do aeroporto de Sharm el-Sheikh.
fonte: UOL

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Flyways, nova aérea, terá hubs no Galeão e Pampulha

A Flyways está em vias de receber a quinta e última licença para dar início às operações regulares. O parecer favorável da Anac ao COA (Certificado de Operação Aérea) já foi dado e só falta sair publicado para a empresa poder dar sequência ao planejamento de operação. Segundo a diretora comercial, Eliane Galarce (foto), até início de dezembro a empresa já estará voando pelos céus do País.
Nesta primeira fase de operação os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e Pampulha, em Belo Horizonte, servirão de hubs da empresa. A empresa terá um voo diário por trecho (Rio-BH de manhã e BH-Rio à noite) nestes aeroportos. Da Pampulha haverá duas frequências diárias para Ipatinga (manhã e tarde) e três para Uberaba (manhã e tarde).

“Estamos esperando o COA para então negociarmos com o Decea os horários destes voos”, afirmou Galarce, que recebeu a equipe da PANROTAS em sua sede, na Barra da Tijuca, para contar os planos da mais nova aérea.

Em janeiro será a vez de operarem para Brasília, numa rota diária saindo tanto do Rio quanto Belo Horizonte. Para a capital a federal a Flyways espera autorização para operar a partir do Santos Dumont, que também poderá ter um outro voo diário para Pampulha.

Interior de Minas Gerais
Minas foi o primeiro destino escolhido pela Flyways por conta de um vácuo deixado pela Trip pós fusão com a Azul. Algumas cidades de Minas Gerais deixaram de ser operadas pela antiga companhia regional. “Fizemos um protocolo de intenções com o governo de Minas, que reduziu o ICMS. Em contrapartida a Flyways se comprometeu voar em até dois anos para importantes cidades mineiras, como Governador Valadares, Varginha, Juiz de Fora, Uberlândia, Poços de Caldas, Montes Claros, entre outras. “Estas cidades já estavam em nosso radar, o que fizemos foi adiantar o planejamento em virtude deste acordo com o governo mineiro”, adiantou.

Atualmente a empresa conta com dois aviões ATR. Até janeiro mais um será incorporado à frota e até julho de 2016 a empresa terá um total de seis aeronaves.

fonte: panrotas

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

El Al Israel Airlines encomenda 9 Boeing 787 Dreamliners


Boeing  e  Israel Airlines chegaram a acordo sobre uma ordem hoje para até nove 787 Dreamliners, avaliados em mais de US $ 2,2 bilhões, em preços de lista. Três das ordens serão adicionados ao Compras & Entregas website da Boeing em 5 de novembro eo restante será postado como outras exigências contratuais são finalizados.
Tel Aviv, Israel, outubro 29, 2015 / PRNewswire / - A Boeing (NYSE: BA) e EL AL Israel Airlines chegaram a acordo sobre uma ordem hoje para até nove 787 Dreamliners, avaliados em mais de $ 2200000000 em preços de tabela. Três das encomendas será adicionado ao da Boeing Compras & Entregas site em novembro 5 eo restante será postado como outras exigências contratuais são finalizados.
EL AL também vai alugar seis 787s adicionais de sociedades de leasing independentes como o portador israelo-bandeira olha para substituir e expandir sua frota de longo curso já existente, aumentando a capacidade e proporcionando maior flexibilidade percurso de e para o seu hub no Aeroporto Ben Gurion, de Tel Aviv.

"Tenho orgulho de revelar hoje o maior programa de aquisição de aeronaves da história da EL AL. Nosso acordo para comprar 787 Dreamliner é um passo significativo na otimização de nossa rede de rotas, aumentando o serviço de passageiros ea experiência global de voo", disse David Maimon, Presidente e Chief Executive Officer, EL AL. "Estes aviões são a mais recente e mais avançado do mundo e é eficiente e econômico. Estou convencido de que este movimento é uma grande oportunidade para atender o alto padrão esperado de nós e continuar a dinâmica no foco da EL AL para oferecer aos nossos clientes com o máximo o conforto, a tecnologia mais recente e melhor e oferecer um alto padrão de serviço on-board ".

Bancos credores da TAP também podem reverter privatização


Além do Estado, também os bancos credores da TAP podem reverter a venda da companhia área ao consórcio formado por Humberto Pedrosa e David Neeleman. De acordo com informações recolhidas pelo PÚBLICO, a resolução aprovada na passada quinta-feira pelo Governo no seu último Conselho de Ministros, visou incluir um mecanismo de “dupla garantia” que envolve o Estado e os credores, ou seja, os bancos que financiam a empresa, entre eles o BCP, o Deutsche Bank, o BIC, a CGD e o BPI.
Na prática, o que acontece é que, caso a situação financeira da TAP se agrave após a maioria do capital passar para as mãos privadas, o Estado e/ou os bancos podem exigir que a empresa volte para a esfera estatal, ficando novamente a holding estatal Parpública como garante dos empréstimos. Assim, numa situação em que o governo em funções esteja, por exemplo, pouco receptivo para voltar a ficar (mesmo que momentaneamente) com 100% do capital, ou queira dar mais tempo aos privados para melhorar os rácios da empresa, os bancos podem ditar a reversão do negócio. Isto se os indicadores em causa comprovarem de forma objectiva, conforme o que ficou estipulado em Conselho de Ministros, que há base para essa decisão, com degradação dos créditos concedidos.
Um exemplo é a situação líquida da transportadora aérea: o consórcio Atlantic Gateway, de Pedrosa e Neeleman, ficou de aplicar 338 milhões de euros no prazo de um ano e meio, o que irá melhorar as contas da empresa. No entanto, se o cenário se degradar ao ponto de a situação líquida ficar pior do que estava no contexto da privatização, então há factores que podem ser invocados tanto pelo Estado como pela banca para inverter a venda.Conforme foi anunciado na quinta-feira pelo Governo, haverá um auditor com a responsabilidade de verificar as contas da TAP todos os meses, partilhando esses dados com o Estado e com os bancos. Segundo a secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, também haverá um “banco agente” que controlará o serviço da dívida.
Assim, todas as partes receberão mensalmente um raio-x à situação financeira da empresa, o que permite accionar rapidamente, se necessário, as cláusulas de reversão. Com base neste acordo, os bancos acabaram por aceitar desbloquear o processo de venda da TAP.
A passagem da empresa para os privados poderá ser concluída até ao final da semana que vem (o chamado “closing” do negócio). A partir daí, os novos investidores começarão a aplicar dinheiro na empresa (269 milhões de euros logo a seguir à concretização do negócio e quatro tranches trimestrais de 17 milhões de euros a pagar ao longo de um ano), numa altura em que a transportadora está com mais dificuldades de tesouraria e se aproxima o pagamento dos salários e subsídios de Natal.
Dentro deste timing, a venda da TAP acabaria por ser concluída ainda no quadro de uma coligação de Governo formada pelo PSD e pelo CDS.
Por parte do PS, António Costa parecia ter moderado um pouco o seu discurso na altura da campanha legislativa. No entanto, a oposição à venda de mais de 51% ainda se mantém bem viva, embora não se saiba como é que isso seria efectuado, e com que consequências. Este é um tema que está fora do acordo entre o PS e o PCP e Bloco, já que estes dois últimos querem que a empresa fique a 100% nas mãos do Estado.
Negócios em risco
Uma história diferente, segundo apurou o PÚBLICO, é a dos transportes públicos urbanos e da CP Carga. Neste caso, há um acordo entre os partidos de esquerda para voltar atrás nas subconcessões aos privados e na privatização da CP Carga. Além disso, o acordo, a anunciar depois de 10 de Novembro, deve conter ainda garantias de que não haverá mais processos de privatizações ou novas subconcessões (como a da Linha de Cascais).
Até agora, isso mesmo tinha sido defendido pelo PS, PCP e Bloco, embora com nuances diferentes. António Costa, por exemplo, elencou o “fim das privatizações das concessões de transporte colectivo urbanos” como uma das medidas que exigia na primeira carta que trocou com Pedro Passos Coelho após o resultado das eleições. E a CGTP, próxima do PCP, tem uma representação significativa nestas empresas de transporte (exceptuando o caso da Metro do Porto, em que os trabalhadores são representados pelo Sindicato dos Maquinistas, independente) e mostrou-se comprometida com os trabalhadores a tentar cancelar estes contratos.

Vueling entra na rota Amesterdão - Lisboa a partir da próxima Primavera


A Vueling, low cost do IAG, vai começar a voar a rota Amesterdão - Lisboa, em concorrência com a TAP, a KLM, a Transavia e a easyJet, a partir de 1 de Maio de 2016.
A nova ligação a Lisboa foi anunciada no quadro do reforço da Vueling em Amesterdão, com a introdução de quatro novas rotas, designadamente Catânia, Nápoles e Las Palmas, além de Lisboa.
Para a capital portuguesa, de acordo com essa informação, a Vueling tem programado começar com quatro voos por semana, às segundas, quartas, sextas e Domingos, em avião Airbus A320.
A Vueling cotou-se como a 5ª maior companhia no Aeroporto de Lisboa nos primeiros nove meses deste ano, com 371.487 passageiros embarcados e desembarcados, +13,3% ou mais 43,5 mil que no período homólogo e 2014.
Amesterdão, por sua vez, foi a 6ª principal origem/destino de passageiros, com 510.171, em queda de 0,5% ou 2,8 mil relativamente aos primeiros nove meses do ano passado.
O conjunto das rotas entre Lisboa e a Holanda, no entanto, tem um aumento de passageiros em 14,5% ou 80,7 mil, para 638.296. 

ANAC autoriza aeroporto de Guarulhos a receber A380

A Agência Nacional de Aviação Civil publicou nesta quarta-feira (28), no Diário Oficial da União, a Portaria 2.857/2015, que alterou o Certificado Operacional concedido ao operador do Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/SP), permitindo a operação da aeronave modelo Airbus A380. Com a maior movimentação no País, o aeroporto de Guarulhos é o segundo terminal a receber a autorização da Agência para operar o modelo, considerado um dos maiores do mundo em operação para passageiros.
Essa autorização foi emitida após o operador do aeródromo - GRU AIRPORT - cumprir os requisitos de infraestrutura e operação de acordo com a legislação aplicável e com os procedimentos aceitos pela ANAC.
A partir da autorização, as companhias aéreas que operam com o A380 podem solicitar voos tendo como destino ou origem o aeroporto de Guarulhos. Além do terminal de São Paulo, o aeroporto do Galeão também possui certificação para operar o modelo.


Assessoria de Comunicação da ANAC

Bombardier registra prejuízo líquido de US$ 4,9 bilhões


São Paulo - A canadense Bombardier teve prejuízo líquido de US$ 4,9 bilhões (US$ 2,20 por ação) no terceiro trimestre deste ano, comparado com o lucro líquido de US$ 74 milhões (US$ 0,03 por ação) obtido no mesmo período do ano passado.
Segundo a companhia, o resultado foi afetado por itens extraordinários relacionados a despesas com os programas CSeries e Learjet 85.
Em termos ajustados, a Bombardier teve lucro líquido de US$ 2 milhões, abaixo do lucro de US$ 222 milhões um ano antes.
Na mesma comparação anual, a receita caiu para US$ 4,1 bilhões, de US$ 4,9 bilhões.

O prejuízo antes de gastos financeiros, renda financeira e impostos (Ebit) totalizou US$ 4,6 bilhões, revertendo o lucro de US$ 171 milhões obtido no terceiro trimestre de 2014.

COPA AIRLINES CELEBRA 30 ANOS CONECTANDO A REPÚBLICA DOMINICANA COM O CONTINENTE



Santo Domingo, 28 de outubro - A Copa Airlines {NYSE: CPA}, subsidiária da Copa Holdings, S.A., e membro da rede global de companhias aéreas Star Alliance, celebra com orgulho seus 30 anos de serviços ininterruptos no charmoso país caribenho da República Dominicana. Hoje, a companhia aérea opera 72 voos semanais para três dos destinos mais importantes do país, Santo Domingo, Santiago de los Caballeros e Punta Cana, além de possuir um dos cinco Copa Clubs da América Latina no Aeroporto Internacional das Américas, oferecendo aos passageiros um serviço de classe mundial e a conexão mais eficiente com mercados estratégicos como Panamá, América do Sul e Central.
As celebrações tiveram início no Palácio Nacional, com uma visita ao presidente Danilo Medina, que recebeu o presidente executivo da companhia aérea, Pedro Heilbron, e a gerente geral no país, Cláudia Zuluaga Alam. Durante o encontro, os executivos daCopa
Airlines reiteraram ao presidente Medina o compromisso com presente e o futuro do turismo e dos negócios na República Dominicana.
Como marco desta importante reunião, Pedro Heilbron manifestou: “estamos muito orgulhosos em cumprir 30 anos conectando este maravilhoso país com o resto do continente e poder oferecer mais oportunidade para o desenvolvimento do turismo e do comércio local”. Quanto ao compromisso da companhia aérea, mencionou que “a Copa Airlines pretende seguir construindo pontes e contribuindo para que esta conectividade continue a elevar o perfil da República Dominicana como epicentro comercial, de negócios e turístico na região.”
Para comemorar este importante marco na história da Copa Airlines, a companhia aérea patrocinou o emocionante concerto Música de las Américas, no icônico Palácio de Bellas Artes de Santo Domingo, rendendo um tributo às mais emblemáticas melodias de alguns dos países atendidos pela companhia aérea.
“Ao celebrar o 30º aniversário do início das operações ininterruptas de nossa empresa aérea na República Dominicana, devemos agradecer a vocês e, de modo geral, ao país porque, graças ao seu apoio, conseguimos crescer juntos, oferecendo mais e melhores oportunidades para o desenvolvimento turístico e comercial”, disse Claudia Zuluaga Alam, gerente geral da Copa Airlines na República Dominicana. “Hoje, depois de operar dois voos semanais em 1985, estamos operando 72 voos semanais no país, conectando o continente, além de Santo Domingo, a Santiago e Punta Cana”, concluiu.
Com cinco voos diários a partir de e para a cidade de Santo Domingo, cinco voos diários conectando Punta Cana e cinco voos semanais para a cidade de Santiago de los Caballeros, a Copa Airlines tornou-se, por excelência, uma ponte para unir o país com o resto da América.
Desde o Centro de Conexões das Américas, a Copa Airlines oferece mais voos internacionais do que qualquer outro centro de conexões aéreo na América Latina, propiciando as conexões mais convenientes para 74 destinos em 31 países nas Américas do Norte, Central, do Sul e no Caribe. Além disso, os passageiros da Copa Airlines podem desfrutar de um dos melhores índices de pontualidade da indústria da aviação, feito reconhecido por dois anos consecutivos pela prestigiada companhia FlightStats, que a premiou como a “companhia aérea mais pontual da América Latina” em 2013 e 2014.

China Aviation Supplies Holding ordens 30 A330 e família A320 100 aeronaves da família.


China Aviation Supplies Holding Company (CAS) assinou um Acordo Geral Termos (GTA) com a Airbus para a aquisição de aeronaves da família A330 e 30 aeronaves da Família A320 100. Os 30 A330s são a empresa-se do compromisso assinado em Junho de 2015. O GTA foi assinado em Pequim por Li Hai, presidente e CEO da CAS, e Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus, na presença do premiê chinês Li Keqiang e visitar a chanceler alemã, Angela Merkel.
"Somos gratos a CAS, um de nossos clientes mais longos permanentes, por sua contínua confiança na Airbus e na Família A330 versátil, bem como o best-seller da família A320", disse Fabrice Bregier, presidente e CEO da Airbus."Com estas 30 opções A330 firmado até agora, o número total CAS 'de encomendas para a Airbus de fuselagem larga popular é este ano 75 aeronaves. Esta forte demanda na China para o A330 tem sido o principal motor por trás da nossa decisão de estabelecer uma conclusão A330 e Centro de Entrega em Tianjin, China ao lado da linha A320 da família de montagem final e centro de entrega em Tianjin, que reuniu e entregou mais de 240 aeronaves Airbus de corredor único. Isto irá permitir-nos ser ainda mais perto de nossos clientes e para levar a nossa parceria de longa data mútua benéfica com a China para um novo patamar. "  
Os primeiros acordos sobre a criação de um A330 C & DC em Tianjin, China foram assinados pela Airbus e parceiros chineses março 2014 e testemunhado pelo Presidente francês, François Hollande e visitar o presidente chinês, Xi Jinping. Isto foi seguido em 2014 de outubro, quando a Airbus, o Tianjin Free Trade Zone (TJFTZ) ea Aviation Industry Corporation of China (AVIC) assinaram uma Carta de Intenções (LOI), em Berlim, na Alemanha, na presença da chanceler alemã, Angela Merkel e Premier chinês Li Keqiang, um acordo-quadro foi assinado em julho de 2015 em Toulouse.

Boeing entregou um 777-300ER (Extended Range) a Garuda Indonesia


777-300ER é o primeiro avião Boeing da transportadora de bandeira na SkyTeam libré

Boeing entregou um 777-300ER (Extended Range) a Garuda Indonesia em 28 de outubro de 2015 em uma decoração especial SkyTeam. O 777-300ER continua a desempenhar um papel importante na estratégia de expansão da rede de Garuda.
"Nós continuamos a crescer nossa rede com a aliança SkyTeam e eficiência do 777-300ER e economia nos permitem manter-se competitivo e com um interior que nossos passageiros amar. Estamos orgulhosos de ver a nossa mais recente 777-300ER com as cores da SkyTeam ", disse Arif Wibowo, Presidente e CEO, Garuda Indonesia.
Garuda Indonesia tornou-se o 20º membro a aderir à Aliança SkyTeam, em agosto de 2014, que dá acesso a uma extensa rede global com mais de 16.320 voos diários para 1.052 destinos em 177 países. A transportadora de bandeira indonésia opera atualmente mais de 90 aviões da Boeing, incluindo 737s Next-Generation 777-300ER, e 747-400s.
"Por quase 40 anos, a Boeing ea Garuda fizeram uma parceria para trazer ao mundo uma experiência de vôo excepcional e esta nova pintura demonstra o crescente papel da Garuda na aviação global", disse Dinesh Keskar, vice-presidente sênior, Ásia-Pacífico e na Índia Vendas da Boeing Commercial Airplanes. "O 777-300ER, e toda a nossa família de aviões, fornece Garuda com a flexibilidade, alcance e economia superior que necessitam para continuar a se expandir.Estamos ansiosos para a construção em nossa parceria nos próximos anos com o 737 MAX e 787 Dreamliner. "
O 777-300ER é um dos maioria dos aviões de combustível e custo-eficiente em sua classe, bem como a aeronave de corredor duplo mais confiável do mundo. Ele também tem a maior capacidade de carga de qualquer avião de passageiros no serviço. O 777-300ER irá receber novas melhorias em 2016 destinadas a reduzir o consumo de combustível em 2 por cento.
Apresentando um novo nível de excelência de serviço no transporte aéreo, Garuda Indonesia, a companhia aérea nacional da Indonésia, conecta mais de 75 destinos em todo o mundo, não só para uma das maiores economias do Sudeste Asiático, mas também uma variedade de locais exóticos no belo arquipélago da Indonésia de uma vez.
Com cerca de 600 voos diários para e uma frota de 174 aeronaves com idade média de que é menos de cinco anos de idade, Garuda Indonesia serve orgulhosamente seus passageiros com o "Garuda Indonesia Experience" premiado serviço, que destaca a calorosa hospitalidade da Indonésia e rico cultura diversificada.






quarta-feira, 28 de outubro de 2015

TAM e Passaredo começam a oferecer conexão internacional em acordo de codeshare


São Paulo, 28 de outubro de 2015 – A TAM Linhas Aéreas já está oferecendo em seus canais de venda bilhetes aéreos que combinam trechos internacionais da própria empresa com alguns voos domésticos da Passaredo. A conexão internacional é realizada pela TAM em São Paulo/Guarulhos, que atende todos os 24 destinos no exterior operados pela companhia, ou em Brasília, que atualmente atende 3 das rotas internacionais da empresa.
 
Desta forma, os clientes agora podem emitir um só cartão de embarque para todos os trechos da sua viagem, incluindo algum trecho internacional da TAM (JJ), sempre conectado com algum voo doméstico da Passaredo (2Z) operado de/para Ribeirão Preto ou São José do Rio Preto (ambas no interior de São Paulo).
 
A TAM oferece atualmente voos diretos para 12 destinos na América do Sul, 6 destinos na América do Norte e 6 destinos na Europa.
 
O acordo de compartilhamento de voos da TAM e da Passaredo, aprovado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), foi assinado pelas empresas em dezembro de 2014 e começou a ser oferecido aos clientes em junho de 2015.

Sai voo inaugural da Azul, ligando Porto Alegre a Uruguaiana



A Azul Linhas Aéreas começou a operar voo nesta terça-feira, 27, do Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre a partir das 11h50 com destino ao Aeroporto Ruben Berta, em Uruguaiana. Os voos serão diários e os bilhetes podem ser comprados pelo site da Azul. A aeronave que operará no trecho é o modelo turboélice ATR 72-600, com 70 assentos.
Para Sartori, iniciativa é estratégica para diminuir as desigualdades econômicas e sociais - Foto: Luiz ChaveS/Palácio Piratini
Segundo o presidente da Azul, Antonoaldo Neves, a empresa é líder absoluta no setor no Estado e é a única que possui uma base de operações estruturada no Rio Grande do Sul. "Isso nos permite operar efetivamente em todo o Estado, contribuindo economicamente com o desenvolvimento e a mobilidade de uma comunidade que tão bem nos acolheu", destacou o dirigente.
De acordo com o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, o programa originou-se na intenção do governo em democratizar o acesso ao transporte aéreo, além de garantir aos municípios maior competitividade na atração de novos investimentos e turistas.

fonte:voto

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O novo Delivery Center Seattle da Boeing


O conhecido Centro de Entregas de Aeronaves da Boeing.

O Delivery Center Seattle já entregou mais de 12.000 aviões comerciais da Boeing Field desde o primeiro Boeing 707 foi entregue em 1958. O aumento da demanda e as entregas do 737 Next-Generation ea 737 MAX exige uma facilidade maior, mais capaz. Passo dentro do novo Delivery Center Seattle.






DEMANDA DOMÉSTICA CAI PELO SEGUNDO MÊS CONSECUTIVO E RECUA 0,8% EM SETEMBRO

demanda1 por transporte aéreo doméstico teve, em setembro, o segundo mês consecutivo de queda. Depois de recuar 0,6% em agosto, a retração chegou a 0,8% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado. Nesse cenário de desaquecimento do mercado, aoferta2 foi ajustada aos níveis atuais de procura pelos serviços oferecidos pelas companhias, sendo reduzida em 1,9% no período. Como resultado, o fator de aproveitamento3 das operações registrou melhoria de 0,9 ponto percentual, ficando em 79,58% no mês. O total de passageiros transportados em setembro foi de 7,8 milhões, 1,8% de acima do mesmo mês do ano anterior. Os números são a compilação das estatísticas fornecidas pelas companhias aéreas integrantes da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

“Os impactos da retração econômica aparecem claramente. Após uma série de avanços muito pequenos, e agora de duas quedas na demanda mensal, o crescimento acumulado também tem caído”, detalha Eduardo Sanovicz, presidente da ABEAR. “Em janeiro, quando divulgamos o crescimento de quase 6% em 2014, evitamos fazer previsões para 2015 porque sabíamos que essa seria uma temporada complicada, dependendo muito das variáveis de PIB e tarifas. Ela se revelou bem pior que isso”, relata o executivo.


Há cerca de um mês a ABEAR apresentou à sociedade um diagnóstico que evidencia o momento preocupante para a aviação. Ele mostra como a alta acentuada do dólar fez subir fortemente os gastos com combustível e contratos de leasing e manutenção, que representam 60% do total de custos. Aponta também como aumentos importantes de outros itens, como taxas públicas e tarifas aeroportuárias e aeronáuticas, completam a lista de custos em alta.

De acordo com o estudo, com o cenário desenhado para o restante de 2015, com o câmbio próximo de R$ 4,00/US$, os custos do setor devem fechar o ano disparando mais de 20%, para receitas avançando pouco mais de 3%. Esse quadro levaria o setor a um resultado operacional negativo recorde para as empresas brasileiras de aviação, na casa de R$ 7 bi.

Essas perspectivas têm sido apresentadas às autoridades juntamente com uma lista de medidas que poderiam reduzir as distorções que comprometem a competitividade da aviação brasileira no ambiente global, tais como a alteração da fórmula de precificação do combustível de aviação, da tributação sobre o insumo, a revisão de aumentos tarifários e de outros aspectos regulatórios.


Participação de mercado4 – Com 37,40% de market share, a TAM capturou a maior parcela da demanda doméstica no mês. Foi seguida pela GOL, que teve 34,36% de participação, pela AZUL, com 17,78% e pela AVIANCA, com 10,46%%.

Acumulado – Ao final do terceiro trimestre de 2015, a aviação doméstica acumula no ano uma oferta com 2,38% de crescimento para uma demanda avançando 3,32%. Com efeito, o fator de aproveitamento teve ligeira alta, de 0,73 ponto percentual, ficando em 80,24%. Já são 71,5 milhões de passageiros transportados até o momento, crescimento de 2,94% sobre os mesmos nove meses de 2014.

Internacional – No mercado internacional, do qual as associadas ABEAR respondem por cerca de 1/3 do total (a maior parcela é detida pelas empresas estrangeiras, o que limita a análise), as estatísticas seguem refletindo a diferença das bases de comparação. Os números de 2015 incorporam o aumento da competição resultante do início das operações da AZUL em dezembro de 2014.


Nesse segmento, a oferta avançou 20,50% no mês, para uma demanda que cresceu menos, 14,37%. A oferta superior à demanda levou à queda do fator de aproveitamento das operações, baixando 4,41 pontos percentuais para 82,25%. Foram contabilizadas 632 mil viagens internacionais no mês, total 16,75% acima de setembro do ano passado.

A participação do mercado internacional entre as associadas ABEAR ficou dividida da seguinte forma: TAM – 79,93%; GOL – 13,10%; AZUL – 6,91%. A AVIANCA teve participação inferior a 1%.

No acumulado do ano, a oferta registra alta de 16,35% e, a demanda, de 14,70%. Com isso, o fator de aproveitamento apresenta retração de 1,17 ponto percentual, caindo a 81,38%. O total de passageiros transportados chega a 5,5 milhões, avançando 16,21% no período.

Cargas – No mercado de cargas, que inclui as estatísticas de TAM CARGO juntamente com as de AVIANCA, AZUL, GOL e TAM consideradas no negócio de passageiros, o segmento doméstico registra 28,5 mil toneladas de bens movimentados em setembro. O número é 9,72% inferior ao registrado em setembro de 2014. No internacional, a quantidade foi de 16,1 mil toneladas transportadas no mês, alta de 15,61%.

Nos nove meses de 2015 a carga doméstica transportada soma 242,7 mil toneladas (-8,73%), enquanto a carga internacional fica pouco acima de 129 mil toneladas (+5,26%).

FONTE: ABEAR,

TAM é Top of Mind pela sétima vez

Empresa acaba de receber prêmio Folha Top of Mind como a mais lembrada pelos brasileiros na categoria “Companhia Aérea”


São Paulo, 27 de outubro de 2015 – A TAM Linhas Aéreas é a marca mais lembrada pelos brasileiros na categoria “Companhia Aérea” pela sétima vez na premiação Folha Top of Mind. O prêmio realizado pela Folha de S.Paulo está em sua 25º edição e utiliza como base pesquisas do Instituto Datafolha.
 
Para o resultado de 2015, foram entrevistadas 8.142 pessoas acima de 16 anos e o estudo abordou 244 municípios distribuídos por todas as regiões do Brasil. Os participantes responderam a seguinte pergunta: “Qual a primeira marca que vem à cabeça quando pensa no setor?”. A inciativa foi a primeira do gênero de abrangência nacional e a tornar público os seus resultados, que antes ficavam restritos às empresas
 
“A nossa relação com os brasileiros sempre foi baseada em respeito e confiança. Com quase 40 anos de história, a TAM é líder de mercado no segmento de aviação e a companhia aérea brasileira TOP of Mind pela sétima vez. Este é o resultado de uma dedicação diária que leva mais de 50 milhões de passageiros por ano para cerca de 60 destinos nacionais e internacionais. E mais do que isso, essa conquista reforça o compromisso de toda a nossa equipe em oferecer aos nossos clientes uma experiência sempre diferenciada” afirma Eduardo Costa, diretor de Marketing da TAM.
 
A cerimônia de premiação ocorreu ontem, 26 de outubro, no Tom Brasil Nações Unidas, em São Paulo.

TAM
Relações com a Imprensa

Avião transportado de Porto Alegre a Dom Pedrito chama atenção nas ruas

Boeing levará dois dias para chegar ao destino, carregado por caminhão. Avião fará parte de um parque temático na Região da Campanha.




O transporte de um boeing 737 por ruas de Porto Alegre chamou atenção na madrugada desta terça-feira (27). Uma operação foi montada para transportar o avião da capital até a cidade de Dom Pedrito, na Região da Campanha, em uma distância de pouco mais de 445 quilômetros.
Como o caminhão que faz o transporte não pode ultrapassar os 30 km/h, por questão de segurança, o boeing levará dois dias para chegar até Dom Pedrito. Lá, ele fará parte de um parque temático, que é construído por um empresário que comprou o avião fabricado nos anos 1970.
O boeing estava parado há anos no pátio da empresa Total Cargo, em Porto Alegre, e estragou por causa da umidade.
O empresário comprou o avião em um leilão por R$ 70 mil, já sem o motor. O transporte até Dom Pedrito custou R$ 150 mil.
Os engenheiros da empresa responsável por levar o boeing analisaram o trajeto durante 60 dias. As asas foram transportadas antes, em outro caminhão, e já estão em Dom Pedrito.
http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2015/10/aviao-transportado-de-porto-alegre-dom-pedrito-chama-atencao-nas-ruas.html G1


Embraer Divulga os Resultados do 3º Trimestre de 2015

São José dos Campos, 27 de outubro de 2015 - (BM&FBOVESPA: EMBR3, NYSE: ERJ) As informações operacionais e financeiras da Empresa, exceto quando de outra forma indicadas, são apresentadas com base em números consolidados de acordo com as normas contábeis IFRS (International Financial Reporting Standards) e em Reais. Os dados financeiros correspondentes aos trimestres são derivados de demonstrações financeiras não auditadas, enquanto aqueles correspondentes aos períodos anuais são auditados, exceto quando de outra forma indicado.

DESTAQUES

- No 3º trimestre de 2015 (3T15), a Embraer entregou 21 aeronaves comerciais e 30 executivas (21 jatos leves e nove grandes). No acumulado dos primeiros nove meses de 2015 (9M15), foram entregues 68 aeronaves comerciais e 75 executivas (57 jatos leves e 18 grandes);

- Durante o 3T15, a Companhia anunciou 20 pedidos firmes para a atual geração dos jatos comerciais E-Jets, totalizando 146 pedidos firmes neste ano para ambas as gerações dos E-Jets;

- A relação entre o número de pedidos recebidos versus o número de aeronaves entregues (book-to-bill) do segmento de Aviação Comercial ficou acima de dois nos primeiros nove meses de 2015;

- A carteira de pedidos firmes (backlog) terminou o trimestre em US$ 22,8 bilhões, ante US$ 22,9 bilhões no 2T15 e US$ 20,9 bilhões no final de 2014;

- Como resultado das entregas de aeronaves, bem como da receita do negócio de Defesa & Segurança, a Receita líquida atingiu R$ 4.577,3 milhões no 3T15, representando crescimento de 62% quando comparada ao mesmo período do ano anterior;

- As margens EBIT  e EBITDA² atingiram 6,7% e 12,5%, respectivamente, no 3T15, crescendo em relação às margens de 5,6% e 11,0%, respectivamente, do 3T14;

- O Prejuízo líquido atribuído aos acionistas da Embraer foi de R$ 387,7 milhões e o Prejuízo por ação foi de R$ 0,5318 no 3T15. Excluídos o Imposto de renda e contribuição social diferidos, o Lucro líquido ajustado foi de R$ 255,1 milhões ou R$ 0,3499 por ação;

- A Embraer teve um Uso livre de caixa de R$ 528,9 milhões durante o 3T15;

- A Embraer reitera todas suas estimativas financeiras e de entregas para 2015. 

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Qatar Airways esta contratando Tripulantes ,para o morar em Doha, Qatar


São Paulo no dia 17 de outubro .

O evento:
Local: HILTON SÃO PAULO MORUMBI - Av. Das Nações Unidas 12901 - Torre Leste I São Paulo SP 04578 000 I, Brasil
Data:  17 th  out 2015                   
Tempo:  A qualquer momento entre 9:00-17:00
Traje:  vestuário formal do negócio

Rio de Janeiro no dia 24 de outubro.

O evento:
Local: SOFITEL RIO DE JANEIRO COPACABANA - Av. Atlântica, 4240 - Copacabana, Rio de Janeiro - Brasil
Data:  24 th  out 2015                   

Hora:  09h00 afiada

Qatar Airways
Bem-vindo a um mundo onde as ambições voar alto
A partir de pilotos experientes para profissionais dinâmicos que embarcam em novas carreiras, a Qatar Airways está à procura de pessoas talentosas para se juntar à nossa equipe premiada.
Temos orgulho no nosso povo, uma força de trabalho dinâmica e culturalmente diversificada é essencial porque nós somos uma das companhias aéreas mais finos e mais rápido crescimento no mundo.
Oferecemos pacotes de remuneração e benefícios competitivos.
Sobre seu trabalho:
"Ser parte de uma história digna de ser contada!
Junte-se ao nosso premiado 5 Estrelas equipe Cabin Crew "
Como a linha aérea nacional do Estado do Catar, buscamos refletir a melhor de hospitalidade calorosa e generosa hospitalidade do Qatar.
Jantar em Paris, Almoço em Nova York, Pequeno-almoço em Montreal, enquanto cruzeiro ao redor do mundo a 40.000 pés em algumas das aeronaves mais modernas do mundo não é definitivamente o seu trabalho de escritório típico. 
Qatar Airways é conhecido por ser uma classe verdadeiramente mundial, 5 estrelas companhia aérea global, desafiando as normas estabelecidas e um líder em hospitalidade companhia aérea. 
Na terra e no ar que nós oferecemos aos nossos clientes uma abordagem poderosa para o serviço. Nosso Tripulação são Embaixadores da Qatar Airways para o mundo.
 A equipe de Tripulação de Qatar Airways está crescendo. Estamos à procura de candidatos que podem entregar a nossa missão, fornecendo "excelência em tudo que fazemos". Conhecido pela nossa hospitalidade 5 estrelas, olhamos para o futuro tripulação de cabina que pode ser parte de nosso "World Class Marca Global"
Junte-se a nossa equipe multinacional Tripulação e desfrutar de um pacote de remuneração livre de impostos, incluindo alojamento, subsídios e transporte para o serviço.
Escreva a sua própria história com a Qatar Airways. Companhia aérea do mundo de 5 estrelas.
Sobre você:
Para fazer parte desse time vencedor, você precisa atender aos seguintes requisitos:
·                        A idade mínima de 21 anos
·                        Braço alcance mínimo de 212 cms na ponta dos pés
·                        Escolaridade mínima do ensino médio com fluência em Inglês falado e escrito
·                        Excelente saúde e fitness
·                        Disposição para mudar para Doha, Qatar
·                        Personalidade extrovertida com boas habilidades interpessoais e capacidade de trabalhar com uma equipe multinacional.

O evento:
Local: HILTON SÃO PAULO MORUMBI - Av. Das Nações Unidas 12901 - Torre Leste I São Paulo SP 04578 000 I, Brasil
Data:  17 th  out 2015                   
Tempo:  A qualquer momento entre 9:00-17:00
Traje:  vestuário formal do negócio


Trazer: 1 x CV
1 x fotocópia do passaporte
Fotografia de passaporte 1 x tomada no mesmo código de vestimenta mencionado acima (sem óculos).
Fotografia comprimento 1 x completo tomadas no mesmo código de vestimenta mencionado acima (sem óculos).
1 x fotocópia do seu certificado de ensino mais elevado (em seu idioma original é bom).
Nota: será necessário anexar o seguinte:
1. Resume / CV 
2. Recentes Corpo Inteiro Cor Foto 
3. Cópia do Certificado Maior Educacional 
4. Cópia do passaporte


site para incrição -

Rio de Janeiro - 

http://careers.qatarairways.com/qatarairways/VacancyDetail.aspx?VacancyID=100451&CID=SMALL0678502232000000001104


São Paulo -

http://careers.qatarairways.com/qatarairways/VacancyDetail.aspx?VacancyID=100447&CID=SMALL0678502232000000001104


Boa Sorte a Todos !