sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Flyways, nova aérea, terá hubs no Galeão e Pampulha

A Flyways está em vias de receber a quinta e última licença para dar início às operações regulares. O parecer favorável da Anac ao COA (Certificado de Operação Aérea) já foi dado e só falta sair publicado para a empresa poder dar sequência ao planejamento de operação. Segundo a diretora comercial, Eliane Galarce (foto), até início de dezembro a empresa já estará voando pelos céus do País.
Nesta primeira fase de operação os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e Pampulha, em Belo Horizonte, servirão de hubs da empresa. A empresa terá um voo diário por trecho (Rio-BH de manhã e BH-Rio à noite) nestes aeroportos. Da Pampulha haverá duas frequências diárias para Ipatinga (manhã e tarde) e três para Uberaba (manhã e tarde).

“Estamos esperando o COA para então negociarmos com o Decea os horários destes voos”, afirmou Galarce, que recebeu a equipe da PANROTAS em sua sede, na Barra da Tijuca, para contar os planos da mais nova aérea.

Em janeiro será a vez de operarem para Brasília, numa rota diária saindo tanto do Rio quanto Belo Horizonte. Para a capital a federal a Flyways espera autorização para operar a partir do Santos Dumont, que também poderá ter um outro voo diário para Pampulha.

Interior de Minas Gerais
Minas foi o primeiro destino escolhido pela Flyways por conta de um vácuo deixado pela Trip pós fusão com a Azul. Algumas cidades de Minas Gerais deixaram de ser operadas pela antiga companhia regional. “Fizemos um protocolo de intenções com o governo de Minas, que reduziu o ICMS. Em contrapartida a Flyways se comprometeu voar em até dois anos para importantes cidades mineiras, como Governador Valadares, Varginha, Juiz de Fora, Uberlândia, Poços de Caldas, Montes Claros, entre outras. “Estas cidades já estavam em nosso radar, o que fizemos foi adiantar o planejamento em virtude deste acordo com o governo mineiro”, adiantou.

Atualmente a empresa conta com dois aviões ATR. Até janeiro mais um será incorporado à frota e até julho de 2016 a empresa terá um total de seis aeronaves.

fonte: panrotas

Nenhum comentário:

Postar um comentário