quarta-feira, 28 de setembro de 2016

RwandAir recebe sua primeira aeronave A330


RwandAir, a transportadora de bandeira nacional da República do Ruanda, tomou a entrega de seu primeiro de dois long-haul aviões widebody A330 Airbus. Ao fazê-lo, torna-se o operador Médio lançamento Africano da aeronave e mais novo cliente da Airbus.
O A330 é a primeira aeronave de fuselagem larga na frota da RwandAir e está configurado em um layout confortável cabine de três classes, com 20 assentos no negócio, 21 assentos na classe econômica premium e 203 assentos na Classe Econômica.
A330 da RwandAir é alimentado por motores Trent 772B da Rolls-Royce e serão utilizados em rotas de média e longa distância de sua base Kigali para destinos em toda a Europa, Ásia e Médio Oriente. 
A Família A330, que se estende por 300 a 440 assentos, já atraiu mais de 1.600 encomendas, com mais de 1.250 aeronaves voando com mais de 100 operadores em todo o mundo. 

LUFTHANSA ANUNCIA QUE VAI EXERCER OPÇÃO DE COMPRA DA TOTALIDADE DA BRUSSELS


O Grupo Lufthansa anunciou hoje que o seu Conselho de Supervisão autorizou que efective a opção de compra da SN Airholding, que detém a Brussels Airlines, viabilizando assim a sua consolidação no grupo, previsivelmente a partir de inícios de 2017.
Desde Junho de 2009 que a Comissão Europeia tinha dado ‘luz verde’ ao negócio pelo qual a Lufthansa se tornou o accionista de referência da SN Airholding, passando a deter 45% e tendo a opção de compra dos restantes 55% (para ver mais clique: Comissão Europeia dá "luz verde" ao negócio entre Lufthansa e Brussels).
A concretização da opção de compra da SN Airholding vai finalmente dar um novo impulso à estratégia de consolidação do Grupo Lufthansa, cujo último movimento tinha sido a integração da Austrian Airlines ainda em 2009 

Primeiro A330neo inicia a sua montagem final em Toulouse


Airbus já começou a montagem final do seu primeiro A330neo, um A330-900, na sua linha de montagem final em Toulouse com a união das asas à fuselagem central na estação 40. 
Como o mais novo membro da mais popular do mundo da família A330 de todo o corpo do A330neo baseia-se na economia comprovadas da família, versatilidade e confiabilidade, conjunto para reduzir o consumo de combustível em mais de 14 por cento por assento. Tanto o A330-800 e A330-900 recurso uma nova ala de inspiração A350 com dispositivos Sharklet nas pontas das asas para a aerodinâmica state-of-the-art, incorporando Rolls-Royce de última geração Trent 7000 motores, e o novo espaço aéreo por Airbus cabine para o mais recente experiência no conforto da cabine. 
"Nós começamos com um cronograma de desenvolvimento muito apertado e hoje estão na hora certa", diz Odile Jubécourt, Airbus Cabeça do programa A330neo. "Estou feliz em dizer que estamos em boa forma para atender os elevados padrões de maturidade e confiabilidade aos nossos clientes esperam de nós e quero agradecer às equipas para esta conquista notável." 

Graças ao seu baixo, nova geração de combustível de queima, o A330neo expande as oportunidades de mercado dos seus operadores, oferecendo uma gama de 400 milhas náuticas adicional, levando a uma 6.550 milhas náuticas variam na A330-900 e 7.500 milhas náuticas sobre o A330-800. Até o momento, 10 clientes encomendaram um total de 186 A330neo. 
O A330-800 e A330-900 são 99 por cento comum, a partilha de uma comunalidade de 95 por cento em toda a frota de A330, configurada para otimizar custos e flexibilidade para todos os seus operadores. As companhias aéreas também irá beneficiar de confiabilidade líder no mercado da Família e custos de manutenção reduzidos.
O A330 é a mid-size aeronaves wide-body mais popular de sempre, tendo conquistado mais de 1.600 encomendas até à data. Hoje, mais de 1.250 aeronaves estão voando com mais de 120 companhias aéreas em todo o mundo em uma grande variedade de rotas, de voos domésticos e regionais para os serviços intercontinentais de longo alcance.
Oferecendo os menores custos operacionais em sua categoria, e devido a investimentos contínuos em inovações mais recentes, a nova geração A330neo é a aeronave que realiza mais rentável e melhor em sua categoria de tamanho.

TAP QUER REFORÇAR AINDA ESTE ANO A ROTA LISBOA - SÃO PAULO PARA DOIS VOOS POR DIA



O director geral da TAP Brasil, Mário Carvelho, revelou hoje durante a feira da ABAV, a decorrer em São Paulo, que a companhia aérea portuguesa quer aumentar ainda este ano o número de voos na rota Lisboa - São Paulo, chegando a dois por dia.
"Nós devemos incrementar o número de voos em São Paulo proximamente, ainda este ano", afirmou Mário Carvalho.
A TAP passará assim de 11 para 14 voos por semana entre Lisboa e São Paulo, a que acrescem ainda três voos por semana entre a capital paulista e o Porto.
Fontes da aviação consultadas pelo PressTUR sublinharam que a TAP estará a repor a oferta que já teve para o estado de São Paulo, tendo em conta que no ano passado tinha voos entre Lisboa e Viracopos/Campinas, que entretanto passaram a ser efectuados pela Azul.
As mesmas fontes comentaram que a pretensão agora anunciada pela TAP não estará desligada do facto de outras companhias aéreas europeias estarem a reduzir as suas ligações com o Brasil, como a Iberia, a British Airways e a Air France.
Acresce, disseram ainda, que se começa a perspectivar uma reanimação do outgoing brasileiro, reflectindo uma melhoria do câmbio do real, como ainda esta semana assinalava o chefe do Departamento Económico do Banco Central do Brasil, Túlio Maciel, que referia que no início deste ano o dólar estava a mais de quatro reais e actualmente está em 3,20 (para ler mais clique: Brasileiros interrompem série de 18 meses seguidos de ‘cortes’ dos gastos turísticos no estrangeiro).
Dados do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR teve acesso indicam que nos primeiros oito meses deste ano teve 184.393 passageiros de voos de/para São Paulo, com um aumento em 1,2% ou 2,2 mil relativamente ao período homólogo de 2015.
Para este aumento concorreu em grande medida a evolução no mês de Agosto, em que Lisboa teve 25.514 passageiros de voos de/para São Paulo, com um aumento em 5,9% ou 1,4 mil em relação a Agosto de 2015.

Presstur

Voando ao redor do mundo: o número em serviço dos aviões A350 XWB continua a crescer


Desde a sua concepção, a aeronave A350 XWB foi projetada para estabelecer novos padrões e moldar o futuro das viagens aéreas. 
Com mais de um ano e meio de serviço comercial sob o seu cinto, o mais novo membro da família de liderança no mercado de fuselagem larga da Airbus está vivendo até esta reputação como um número crescente desses aviões altamente eficientes entrar em serviço comercial. 
Até à data, mais de 3,5 milhões de passageiros voaram sobre a frota global A350 XWB desde que as operações comerciais começaram com a aeronave bimotor no início de 2015. O A350 XWB está constantemente recebendo críticas positivas de passageiros entusiasmados - incluindo enquanto os viajantes estão voando graças ao avançados recursos de conectividade a bordo em aeronave - ressaltando os altos níveis de conforto e bem-estar oferecido por esta experiência de voo de última geração. 
O A350 XWB itinerante 
Oito companhias aéreas operam atualmente o A350 XWB - Qatar Airways, Vietnam Airlines, Finnair, LATAM Airlines Group, Singapore Airlines, Cathay Pacific Airways, Ethiopian Airlines e Thai Airways International - com a China Airlines programado para aceitar a entrega nas próximas semanas. 
China Airlines será a quinta operadora para receber seu primeiro A350 XWB este ano. Airbus A350-900 desde 21 jatos para os clientes durante os primeiros oito meses de 2016, trazendo entregas totais para este tipo de 36 aeronaves em 31 de agosto. 
Em serviço comercial, a frota global A350 XWB está esticando suas asas. Atualmente, está realizando cerca de 2.000 ciclos de vôo por mês e, desde a sua estreia, voou em 50 rotas regulares de serviço numa rede que atinge todo o mundo. 
A entrada suave em serviço 
Facilitar esta fase suave em serviço precoce é a estreita relação da Airbus equipes de apoio e representantes de serviços de campo locais com operadores, apoiados por avançados sistemas de bordo da aeronave para melhor monitorar e antecipar questões técnicas, bem como a testes exaustivos realizados por Airbus durante as fases de desenvolvimento e certificação. 
Airbus A350 XWB é já uma das aeronaves widebody mais bem sucedido de sempre em termos de reservas, registrando 810 total de encomendas firmes até à data de 43 clientes. 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

COPA AIRLINES LANÇA NOVO SITE E MODERNO APLICATIVO MÓVEL

São Paulo, 27 de setembro de 2016 – A Copa Airlines {NYSE: CPA} subsidiária da Copa Holdings S.A., e membro da Star Alliance, anuncia o início de uma transformação digital com o objetivo de oferecer aos seus clientes uma melhor experiência por meio de todas as plataformas. Agora, os passageiros da empresa aérea encontram no novo site (www.copa.com) uma navegação mais rápida e amigável, que permite realizar compras a partir de qualquer dispositivo. Dessa forma, o novo aplicativo, disponível no sistema Android, possibilita efetivar check-in, baixar o cartão de embarque no seu celular, verificar a situação de voo e acessar a conta ConnectMiles. 
Em relação à renovação das plataformas digitais, Marco Ocando, diretor sênior de marketing da companhia aérea, afirmou que “é motivo de orgulho poder compartilhar com todos os passageiros o início da transformação digital da Copa Airlines, apresentando um site e aplicativo novos, mais eficientes e que oferecem melhores opções para planejar a viagem.”
Para a renovação digital, a Copa Airlines realizou uma profunda análise para entender as exigências e tendências do mercado. “Para a Copa Airlines, é prioridade migrar para plataformas mais funcionais. Pela primeira vez, acrescentamos a opção de compra a partir de dispositivos móveis. O site copa.com também está mais amigável para as pessoas com necessidades especiais”, acrescentou Ocando.
Aplicativo
Assim como o site, o aplicativo tem versões em espanhol, inglês e português. Pela primeira vez, ele está disponível para os aparelhos com o sistema operacional Android.
Além da experiência de check-in ter melhorado significativamente, agora o passageiro pode acessar um moderno e interativo mapa de assentos, em que aparecem os espaços disponíveis por fila, saídas de emergência, entre outros detalhes. Adicionalmente, o viajante terá a opção de baixar seu cartão de embarque ao Apple Wallet ou PassWallet, permitindo um acesso rápido ao mesmo no aeroporto, sem a necessidade de conexão à internet. Além disso, pela primeira vez, o passageiro poderá registrar-se com seu número ConnectMiles e revisar o status de sua conta, o qual será atualizado de forma periódica para maior comodidade e tranquilidade do usuário.

Avianca quer mais de US$ 150 milhões por fatia de até 20%


Avianca Brasil, uma das empresas aéreas controladas por José e Germán Efromovich, está buscando vender uma participação de até 20 por cento na empresa por mais de US$ 150 milhões, disse uma pessoa com conhecimento direto do assunto.
A empresa aérea contratou a assessoria do UBS Group para a potencial transação e o processo de venda já começou, disse a pessoa, que pediu anonimato porque as discussões são privadas.
Um acordo daria ao ofertante vencedor acesso à nova frota da Avianca Brasil, de 41 aeronaves Airbus, com foco principal em viagens de negócios.
A Avianca Brasil foi a única empresa aérea brasileira a ampliar a receita por assento-quilômetro voado neste ano, registrando um ganho de quase 21 por cento em um dos principais indicadores do setor no período de um ano até julho, segundo os dados mais recentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A Avianca Brasil controla 11 por cento do mercado brasileiro.
A empresa aérea e a colombiana Avianca Holdings, ambas controladas pelos irmãos Efromovich, estão procurando parceiros internacionais separados e mantêm um objetivo de longo prazo de se combinarem, disse José Efromovich, em entrevista, em 21 de setembro.
Ele preferiu não identificar quem está assessorando a empresa controladora dona da Avianca Brasil, nem fornecer outros detalhes das negociações. Ele disse que a Avianca Holdings contratou a assessoria do Bank of America.
A United Continental Holdings, a Delta Air Lines e a Copa Airlines apresentaram ofertas não vinculantes pela empresa aérea colombiana no início deste ano, reportou a Bloomberg News em 14 de setembro. Não há garantia de que será fechado negócio por alguma das empresas aéreas Avianca.
A United, que detém uma participação minoritária na Azul Linhas Aéreas Brasileiras, informou que não discutiria “rumores ou especulação”. A Delta, que possui uma participação na brasileira Gol Linhas Aéreas Inteligentes, preferiu não comentar, assim como a Avianca Brasil e o UBS. A Copa não respondeu aos pedidos de comentário.
A Avianca Brasil registrou um prejuízo de R$ 906,6 milhões (US$ 282 milhões) em 2015, segundo dados compilados pela Anac. Este foi pelo menos o quinto prejuízo anual consecutivo registrado pela empresa aérea.
Exame

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Rota da Copa Airlines para San Francisco completa um ano



Brasil, setembro de 2016 - A Copa Airlines completa um ano de bem sucedidas operações para San Francisco, nos Estados Unidos. A companhia aérea iniciou os voos para este destino em setembro do ano passado como alternativa de valor mais baixo e rápida conexão no Panamá. Com a frequência, a companhia aérea passou a atuar em 12 destinos norte-americanos.
A companhia oferece partidas de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte, Porto Alegre e Manaus rumo ao Aeroporto Internacional de Tocumen, na Cidade do Panamá, de onde partem conexões imediatas para San Francisco. O voo CM208 opera diariamente com saída às 9h10 da Cidade do Panamá, chegando ao Aeroporto Internacional de San Francisco às 14h49. O voo de volta, CM209, sai diariamente de San Francisco às 23h19, chegando ao Aeroporto Internacional de Tocumen, no Panamá, às 8h35. A operação é realizada com aeronaves Boeing 737-800, que apresentam configuração para 155 assentos – 14 na classe executiva e 141 na cabina principal. As tarifas médias para este semestre, ida e volta, saem em torno de US$ 2.300.
As conexões práticas no Centro de Conexões das Américas, no Aeroporto Internacional de Tocumen na Cidade do Panamá, despertam o crescente interesse dos passageiros brasileiros. Além de terem as malas despachadas diretamente para o destino final, os viajantes não precisam passar por imigração e alfândega. Essa rota possibilita aos viajantes brasileiros conhecer dois destinos em uma viagem, abrindo portas da América do Norte não só para os passageiros das sete capitais onde estamos baseados, mas também das regiões circunvizinhas a essas cidades”, ressalta Emerson Sanglard, gerente regional de marketing da América do Sul da Copa Airlines.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Centro de Manutenção de Aeronaves da GOL, completou 10 anos

Neste mês, o CMA, Centro de Manutenção de Aeronaves da GOL, completou 10 anos em excelência de serviços. O complexo, que é referência para a América Latina, conta com 147 mil metros quadrados e 700 colaboradores que, por ano, realizam a 800 manutenções em aeronaves. Conheça mais sobre o espaço e as pessoas que trabalham nele diariamente. Voe GOL.


Procura por voos domésticos cai 6,1% em agosto, diz Anac


São Paulo - A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros registrou queda de 6,1% em agosto, na comparação com o mesmo mês de 2015, informou nesta sexta-feira, 23, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
Com o resultado, o setor aéreo brasileiro já registra treze meses consecutivos de retração. No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, a demanda doméstica acumula baixa de 6,57% frente igual etapa de 2015.
A oferta por transporte aéreo doméstico, por sua vez, diminuiu 6,29% em agosto em relação ao mesmo período do ano passado, na décima segunda baixa sucessiva do indicador. No ano, a oferta acumula redução de 6,21% ante janeiro a agosto de 2015.
Com um recuo da oferta mais acentuado do que o da demanda, a taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras melhorou e ficou em 78,8% em agosto de 2016, o que representa uma alta de 0,2 ponto porcentual (p.p.) ante o reportado no mesmo mês do ano passado. No período de janeiro a agosto de 2016, o aproveitamento doméstico foi de 79,9%, frente a 80,2% do mesmo período de 2015.
No total, as empresas aéreas nacionais transportaram um total de 7,3 milhões de passageiros pagos no mercado doméstico em agosto, o que corresponde a uma queda de 6,46% em relação ao mesmo mês de 2015. No acumulado dos primeiros oito meses do ano, a quantidade de passageiros transportados soma 59,2 milhões, um recuo de 8,16% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Já a carga paga transportada no mercado doméstico foi de 27,5 mil toneladas em agosto de 2016, o que representou redução de 2,26% com relação a agosto de 2015. No ano, a carga paga doméstica transportada acumulou redução de 8,68% em relação ao mesmo período de 2015, tendo atingido 204,6 mil toneladas.

Participação de Mercado

Gol liderou o mercado doméstico no mês passado, com uma participação, medida pelo indicador de demanda RPK, de 35,6%, acima dos 34,6% de sua principal concorrente, a Latam.
Azul ficou em terceiro lugar em agosto, com 17,2% do market share, enquanto a Avianca Brasil registrou 11,9% de participação.
"Entre as principais empresas aéreas brasileiras, apenas a Avianca apresentou crescimento na demanda doméstica em agosto de 2016, quando comparada com o mesmo mês de 2015, da ordem de 14,7%", destaca a Anac, em comunicado. "Latam, Azul e Gol registram retração de 14,2%, 4,7% e 2,8%, respectivamente".

Transporte internacional

As companhias aéreas brasileiras registraram em agosto deste ano um recuo de 6,68% na demanda por transporte internacional de passageiros, em relação ao mesmo mês de 2015, informou a Anac)
Com esse resultado, a demanda internacional registrou o sexto mês consecutivo de queda. No acumulado de janeiro a agosto, a demanda internacional caiu 1,83% em relação ao mesmo período de 2015.
Já a oferta internacional de transporte de passageiros diminuiu 8,86% em agosto, na mesma comparação, marcando seis meses seguidos de retração do indicador. No acumulado dos oito primeiros meses de 2016, a oferta internacional sofreu redução de 3,54%.
A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras foi de 85,5% em agosto, o que corresponde a um aumento de 2 pontos porcentuais (p.p.) ante os 83,5% verificados no mesmo mês de 2015. No período de janeiro a agosto deste ano, o aproveitamento internacional chega a 82,7%, ante 81,3% no mesmo intervalo do ano passado.
O número de passageiros pagos transportados por empresas brasileiras no mercado internacional em agosto de 2016 atingiu 642,4 mil - na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o indicador apresentou queda de 2,33%. No ano, foram transportados 4,9 milhões de passageiros no mercado internacional, um avanço de 1,77% na comparação anual.
O mercado de voos internacionais operado por empresas brasileiras é atendido basicamente por Latam, Gol e Azul, sendo que, em agosto, a Latam respondeu pela maior fatia, de 79,4%. A Gol, por sua vez, ficou com 11,1% do market share de voos internacionais em agosto, enquanto a Azul registrou 9,4% de participação. A Avianca Brasil respondeu por apenas 0,1% do mercado internacional.
REUTERS/Sergio Moraes

Airbus apresenta segundo A350-1000.



Apresentando o nosso 2º A350-1000 testes de aeronaves...  muito atraente em suas estruturas de carbono.

Família Amaro vende 6,47% da Latam por US$ 296 milhões


Santiago - A família Amaro, do Brasil, uma das principais controladoras da Latam Airlines, vendeu 6,47 por cento da companhia aérea nesta sexta-feira na Bolsa de Santiago pelo equivalente a 296 milhões de dólares.
A família Cueto, do Chile, acionista majoritário na Latam, tinha concordado previamente em comprar as ações vendidas pela família Amaro.
Na quinta-feira, as duas famílias concordaram em modificar a estrutura societária da empresa para manterem o controle antes que a Qatar Airways compre uma participação.