segunda-feira, 11 de março de 2019

Azul assina acordo de US$ 105 mi para adquirir ativos da Avianca Brasil



SÃO PAULO, 11 Mar (Reuters) - A companhia aérea Azul informou hoje que assinou uma proposta não vinculante no valor de US$ 105 milhões para a aquisição de certos ativos da Avianca Brasil por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). De acordo com fato relevante divulgado ao mercado, a UPI incluirá ativos selecionados pela Azul como o certificado de operador aéreo da Avianca Brasil, 70 pares de slots e aproximadamente 30 aeronaves Airbus A320.
"Destacamos que o acordo é não vinculante e que o processo de aquisição da UPI está sujeito à uma série de condições como a conclusão de um processo de diligência, a aprovação de órgãos reguladores e credores, assim como a conclusão do processo de Recuperação Judicial. A expectativa é que esse processo dure até três meses", afirmou a Azul. (Edição de Pedro Fonseca)

Boeing se manifesta após acidente aéreo na Etiópia com 157 mortos


Nova York -A Boeing lamentou neste domingo a morte de 157 pessoas no acidente aéreo da Ethiopian Airlines, que operava uma de suas aeronaves, um Boeing 737 MAX 8, e ofereceu assistência técnica.
“a Boeing está profundamente entristecida pela morte dos passageiros e Da tripulação do voo Ethiopian AirliNes 302, um avião 737 Max 8”, disse a companhia em um breve comunicado.
Além de oferecer suas condolências às vítimas, a Boeing ofereceu à companhia aérea etíope “uma equipe técnica” sob a direção das autoridades americanas.
“Uma equipe técnica da Boeing está preparada para dar assistência técnica se for solicitada e sob o direção da Junta Nacional de Segurança nos Transportes dos EUA”, afirma a nota.
Um avião da Ethiopian Airlines caiu neste domingo pouco depois de decolar do aeroporto internacional de Adis Abeba (a Etiópia) com destino a Nairóbi (Quênia) e não houve sobreviventes entre seus 157 passageiros, de 33 nacionalidades, segundo confirmou a companhia.

157 pessoas morrem após acidente de avião na Etiópia Ethiopian Airlines é a maior companhia aérea da África, e possui uma boa reputação em matéria de segurança aérea


Adís Abeba – As 157 pessoas que estavam a bordo de um avião da companhia Ethiopian Airlines que viajava desde Adis Abeba para Nairóbi morreram neste domingo no acidente aéreo ocorrido poucos minutos após a decolagem, informou um porta-voz da companhia aérea.
Um porta-voz da Ethiopian Airlines confirmou que não há sobreviventes entre as vítimas, de 33 nacionalidades diferentes, segundo declarou à televisão estatal etíope “EBC”.
A aeronave, um Boeing 737 MAX com pouco mais de quatro meses de uso, viajava com 149 passageiros e 8 tripulantes – segundo a companhia aérea – quando caiu na altura da cidade de Bishoftu, ao sudeste de Adis Abeba.
O acidente ocorreu menos de cinco meses depois que, em outubro de 2018, outro Boeing 737 MAX 8 da companhia Lion Air caiu na Indonésia 12 minutos após a decolagem e, de acordo com informações das caixas-pretas, a queda ocorreu devido a um erro no sistema automático, causando a morte de 189 pessoas.
A Ethiopian Airlines é a maior companhia aérea da África, com vários voos não só a destinos internacionais, mas também dentro do próprio continente, e com uma boa reputação em matéria de segurança aérea.
O último acidente registrado desta companhia aconteceu em 25 de janeiro de 2010, quando um Boeing 737-800 caiu no Mar Mediterrâneo pouco depois de ter iniciado uma viagem desde Beirute a Adis Abeba, queda que provocou a morte de 90 pessoas.
Exame

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Lucro operacional da GOL Linhas Aéreas Inteligentes foi de R$672 milhões no quarto trimestre


Lucro operacional foi de R$672 milhões no quarto trimestre São Paulo, 28 de fevereiro de 2019 - A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (“GOL” ou “Companhia”), (B3: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior companhia aérea doméstica do Brasil, anuncia o resultado consolidado do quarto trimestre de 2018 (4T18) e do acumulado do ano de 2018 (12M18). Todas as informações são apresentadas em IFRS, em Reais (R$) e as comparações referem-se ao quarto trimestre de 2017 (4T17) e do acumulado do ano de 2017 (12M17), exceto quando especificado de outra forma. Sumário Melhoria de indicadores operacionais: o RPK aumentou 3,5% totalizando 10,2 bilhões no 4T18, devido prioritariamente ao crescimento de 3,4% no número de passageiros transportados. A forte demanda e o foco da GOL no gerenciamento de receitas possibilitaram (i) um yield médio por passageiro de 29,14 centavos (R$), um aumento de 6,6% na comparação trimestral, (ii) uma taxa de ocupação média de 81,9%, um aumento de 0,9 p.p. comparada ao 4T17, e (iii) uma pontualidade de 87,5% no 4T18, de acordo com a metodologia Infraero e dados fornecidos pelos principais aeroportos. No ano de 2018, os ASKs aumentaram 2,9%, RPKs aumentaram em 3,2% (principalmente devido ao maior número de passageiros transportados em 2,9%), e os yields cresceram 7,7%. Em 2018, a taxa de ocupação foi de 80,0%, aumento de 0,3 p.p. na comparação anual. Forte crescimento da receita: a combinação de maior demanda, com otimização na precificação, resultou em R$3,2 bilhões de receita líquida trimestral, um crescimento de 10,1% comparativamente ao 4T17. O RASK líquido foi de 25,59 centavos (R$) no 4T18, aumento de 7,5% em comparação ao 4T17. O PRASK líquido aumentou 7,7% em relação ao 4T17, atingindo 23,87 centavos (R$). A tarifa média aumentou 6,7%, de R$313 para R$334. No ano de 2018 a receita líquida foi de R$11,4 bilhões, 10,5% superior na comparação com 2017. A projeção de receita líquida em 2019 é da ordem de R$12,9 bilhões. Cenário de custo controlado: O CASK total no 4T18 foi reduzido em 2,0%, chegando a 20,22 centavos (R$). Em base ex-combustível, o CASK foi reduzido em 19,4%, em razão do resultado operacional com a venda de aeronaves, parcialmente compensado pelos custos de manutenção e outros na devolução das aeronaves, alinhado ao plano de renovação da frota. Nosso CASK, excluindo custos com combustível, e excluindo também os resultados da venda e devolução de aeronaves foi de 14,45 centavos (R$), 3,9% superior ao 4T17. A GOL permanece na liderança de custo na América do Sul pelo 18º ano consecutivo. Margens sólidas: A Companhia, em razão do seu forte controle de custos, gestão da capacidade e gerenciamento dinâmico do yield, obteve resultado operacional positivo pelo 10o trimestre consecutivo, mesmo diante do aumento do preço médio do combustível de aviação de 15,6% no 4T18 em comparação com o 3T18. A combinação de melhores preços, maior demanda, resultado operacional com a venda de aeronaves, parcialmente compensada pelos custos de manutenção na devolução das aeronaves, alinhado ao plano de renovação da frota, permitiu que a margem EBIT da GOL atingisse 21,0% no 4T18. O lucro operacional (EBIT) foi de R$672,4 milhões no trimestre, um aumento de 74,0% em relação ao 4T17 (R$386,3 milhões). A margem EBITDA atingiu 26,6% no 4T18, um acréscimo de 8,4 p.p. na comparação trimestral. A margem EBITDAR foi de 36,3% no 4T18, superior em 10,3 p.p. em relação ao 4T17. No ano de 2018, a margem EBIT foi de 12,3%, um crescimento de 2,7 p.p. em relação a 2017, e o resultado operacional atingiu R$1,4 bilhão. Para 2019, a projeção da GOL para margem EBIT é da ordem de 18%. Fortalecimento do balanço: Enquanto a apreciação do Real frente ao dólar foi de 3,2% no 4T18 (final do período), causando ganhos de R$246,3 milhões, com variações cambiais e monetárias, a relação dívida líquida (excluindo os bônus perpétuos) sobre EBITDA UDM foi de 2,1x em 31/12/2018, menor em relação a 30/9/2018 (3,2x) e melhor em relação a 31/12/2017 (3,0x). A liquidez total, incluindo caixa, aplicações financeiras, caixa restrito e contas a receber, foi de R$3,0 bilhões, estável em comparação a 30/9/2018 e redução de R$207,0 milhões ante um ano atrás. A combinação da geração de fluxo de caixa operacional de R$802,6 milhões no trimestre e manutenção da liquidez melhorou a flexibilidade financeira da Companhia.

Fonte: gol linhas aéreas

Airbus vai inaugurar a Flight Academy e estender os serviços de treinamento para pilotos de cadetes

Para atender à alta demanda de mercado por treinamento de pilotos de cadetes na Europa - 94.000 novos pilotos nos próximos 20 anos - a Airbus decidiu abrir sua própria academia de vôos e estender sua oferta de serviços de treinamento adicionando ab-initio ao seu portfólio . Alavancando sinergias entre divisões, a Airbus Flight Academy Europe, com sede em Angoulême, na França, usará instrutores padronizados da Airbus para oferecer o programa ab-initio Pilot Cadet Training aprovado pela EASA no final de 2018, complementando as fases de treinamento intermediário e avançado que já estão disponíveis e são fornecidos na rede de treinamento existente em 17 locais em todo o mundo.
A Airbus Flight Academy Europe tem como objetivo treinar até 200 cadetes-pilotos anualmente. Utilizando uma frota moderna de aeronaves monomotor e multimotor equipadas com tecnologia totalmente digital de cockpit, bem como os mais recentes simuladores de voo, o programa de treinamento fornecerá aos alunos as habilidades e a mentalidade necessárias para se tornarem “pilotos operacionalmente prontos” o importante desenvolvimento das principais competências técnicas e comportamentais do piloto.
O Programa de Treinamento de Cadetes da Airbus Pilot está aberto para graduados do ensino médio com mais de 18 anos em todo o mundo. Os candidatos passarão por testes de triagem on-line e no local antes de serem elegíveis para o treinamento, que incluirá 750 horas de ensino fundamental, além de 200 horas de treinamento de voo.
A Airbus Flight Academy Europe, anteriormente conhecida como Cassidian Aviation Training Services (CATS), é uma subsidiária integral da Airbus.

#DescubraCeará: Aeroporto de Canoa Quebrada inicia operação de voos comerciais com a meta de alavancar turismo na região


26 DE FEVEREIRO DE 2019 - 16:33 # # # # # #

Fhilipe Augusto - Repórter 
Davi Pinheiro e José Wagner - Fotos
Serão três voos semanais saindo de Recife. Para o Carnaval, a empresa já anunciou mais duas frequências extras
Foi ao som do tradicional forró nordestino, com direito a roda de capoeira e apresentações artísticas, que o primeiro voo comercial aterrissou no Aeroporto Regional de Canoa Quebrada Dragão do Mar, às 14h15 desta terça-feira (26), no município de Aracati. Operado pela Azul Linhas Aéreas, a rota terá a frequência de três vezes por semana (terças, quintas e domingos), sempre partindo da cidade de Recife, em Pernambuco. As partidas no meio de semana têm escala em Mossoró (RN). Com a novidade, o Litoral Leste cearense passa a contar com uma importante ferramenta de impulso ao turismo na região, vocacionada para receber visitantes pelas inúmeras belezas naturais.
O governador Camilo Santana recepcionou tripulação e passageiros e destacou o trabalho realizado pelo Estado para fomentar o segmento turístico. “O Ceará vem trabalhando uma estratégia de fortalecer o Estado como um centro de conexões e fortalecer uma grande vocação nossa, que é o turismo. O papel do Estado é investir em infraestrutura e viabilizar essas conexões. Estamos investindo fortemente em duplicação de rodovias, aeroportos. Colocamos para funcionar o Aeroporto de Jericoacoara, que começou com um voo por semana e já está com 12. E agora com operação comercial o Aeroporto de Canoa Quebrada, que já inicia com três voos semanais. Isso sem falar no Aeroporto Internacional de Fortaleza que está cada vez mais ampliando seus voos nacionais e internacionais. Essa é uma estratégia que o Estado tem feito, em parceria com os municípios e a iniciativa privada, de fortalecer o setor do Turismo”, destacou Camilo Santana.
O Litoral Leste é um dos destinos mais procurados no Ceará e vem recebendo importantes investimentos estruturais que garantem o suporte necessário para atrair cada vez mais recursos. Para o prefeito de Aracati, Bismarck Maia, a região agora reúne toda a infraestrutura adequada para favorecer os negócios. “Esse aeroporto é um equipamento regional. Nós temos aqui uma região que constitui o Polo de Canoa Quebrada, desde Beberibe, Fortim, Icapuí. Toda essa nossa região é fortíssima. Não existe desenvolvimento sem estrada duplicada, sem transporte aéreo, sem energia bem consumada e sem comunicação. Graças a Deus, esse polo tem tudo isso”, comemorou o prefeito.

Voos extras

Já para os primeiros dias de operação, a companhia Azul Linhas Aéreas divulgou mais dois voos extras em virtude da boa procura por passagens para o feriado de Carnaval. Eles sairão de Recife na sexta-feira (1) e quarta-feira (6). A taxa de ocupação das aeronaves está de 90% para o período carnavalesco. Os aviões utilizados pela empresa nesse trecho são turbo-hélices do modelo ATR 72-600, cuja capacidade é de transportar até 70 passageiros. Ronaldo Veras, assessor da presidência da Azul Linhas Aéreas, comunicou que a ampliação do número de voos está sendo avaliada de acordo com a demanda do mercado. “Vamos estar atentos ao que o mercado quer e, se justificar, vamos colocar voos diretos. Já estamos com pedidos de voos extras no Carnaval e estamos muito satisfeitos. Estamos muito animados e a prova é a procura, o Brasil inteiro está procurando esse voo. O apoio do Governo do Ceará foi muito importante para que pudéssemos operar aqui”, celebrou.

Crescimento econômico

A expectativa da região é registrar um crescimento econômico com a chegada dos voos comerciais, comentou Arialdo Pinho, secretário de Turismo do Ceará. “Nosso projeto para o Litoral Leste teve início com a duplicação da CE-040, que facilitou muito a chegada à região. Agora, com o início dos voos comerciais, esses municípios vão estar mais acessíveis aos mercados emissores, movimentando não só o turismo, que gera empregos e riqueza para a região. Nosso objetivo é que esse aeroporto tenta tanto sucesso como o Aeroporto de Jericoacoara”, disse.
Com a chegada de um equipamento deste porte para a atração de turistas e negócios, o pensamento de empresários e comerciantes da região é ter a presença de visitantes durante todos os dias da semana. Para o presidente da Associação dos Empreendedores de Quadriciclo de Canoa Quebrada, Antônio Carneiro, há um sentimento positivo com relação à geração de novas oportunidades de renda com a chegada semanal de três voos comerciais. “O turismo de Canoa Quebrada depende muito dos finais de semana e dos feriados. Com esse aeroporto a expectativa geral é que (o turismo) funcione de forma mais contínua, com maior fluxo de turistas durante a semana. Com esse aumento de visitantes vai melhorar pra gente que aluga veículos para passeios, para os hotéis e pousadas, lojas e restaurantes”, confidenciou Carneiro.
A chegada do primeiro voo comercial do Aeroporto de Canoa Quebrada foi prestigiado também pelo secretário das Cidades, Zezinho Albuquerque, superintendente do Departamento Estadual de Rodovias, Sérgio Azevedo, presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Dr. Sarto, os também deputados Bruno Pedrosa, Leonardo Pinheiro e apóstolo Luiz Henrique, os deputados federais Eduardo Bismark e José Airton Cirilo, além de diversos segmentos da sociedade da região.

Boeing assina acordo para até 42 aviões 777X com International Airlines Group

British Airways, da IAG, escolhe o 777X para modernizar grande parte de sua frota de longa distância
O 777X baseia-se na tecnologia 777 e 787 Dreamliner; será o maior e mais eficiente jato de dois corredores do mundo

A Boeing e a International Airlines Group, empresa controladora da British Airways, anunciaram que a companhia aérea se comprometeu a comprar até 42 aviões 777X, incluindo 18 pedidos e 24 opções. A companhia aérea une-se a um grupo de operadoras líderes que selecionaram o novo 777-9, que será lançado no próximo mês como o maior e mais eficiente jato de passageiros bimotor do mundo.
O compromisso, avaliado em até US $ 18,6 bilhões a preços de tabela, será refletido no site de Pedidos e Entregas da Boeing assim que for finalizado.
"O novo 777-9 é o avião de longo curso mais eficiente do mundo e trará muitos benefícios para a frota da British Airways. É o substituto ideal para o 747 e seu tamanho e alcance serão excelentes para a rede existente da companhia aérea", disse Willie Walsh , diretor executivo do IAG. "Esta aeronave proporcionará mais eficiência de custos e benefícios ambientais, com um custo de combustível por assento de melhorias de 30% em comparação com o 747. Também proporciona uma experiência aprimorada de passageiros."
A British Airways vem modernizando sua frota - uma das maiores do setor de companhias aéreas - para atender com mais eficiência sua extensa rede global de rotas. Nos últimos anos, a companhia aérea introduziu a super-eficiente família 787 Dreamliner para substituir seus jatos de fuselagem larga de tamanho médio. O novo 777-9 substituirá os aviões widebody maiores da British Airways, principalmente o jato jumbo 747 de quatro motores.
Ao encomendar o 777-9, a British Airways estende uma longa relação com a popular família 777. A companhia aérea é uma das maiores 777 operadoras, com uma frota de quase 60 do jato de longo alcance. A companhia aérea se comprometeu no ano passado com mais quatro jatos 777-300ER (Extended Range) por meio de arrendamento operacional.
O 777-9 é maior e tem uma cabine ligeiramente mais larga que a do 777, o que permite acomodar confortavelmente 400-425 passageiros em uma cabine padrão de duas classes. Alimentado pelas tecnologias 787 Dreamliner, uma asa composta totalmente nova e outras melhorias, o 777-9 oferece às companhias aéreas um consumo de combustível 12% menor do que os aviões concorrentes. O 777-9 também pode voar mais longe do que seus antecessores com um alcance padrão de 7.600 milhas náuticas (14.075 quilômetros).
O 777X também vai estrear uma cabine redesenhada que incorpora recursos populares do 787 e novas tecnologias. Recentemente revelado on-line, o interior do 777X oferece janelas maiores, cabine mais ampla, nova iluminação, proporcionando aos passageiros uma condução mais suave, melhor altitude de cabine, umidade e qualidade de som.
"A British Airways é uma das mais icônicas operadoras internacionais, agora em seu 100º ano de conexão do mundo com sua impressionante rede de rotas. Estamos honrados que a British Airways tenha selecionado o 777X como parte de sua frota para o próximo século. Juntamente com a 787 Dreamliner, estamos entusiasmados com o 777X para ajudar a British Airways a construir seu incrível legado ", disse Kevin McAllister , presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. "O 777-9, em particular, simplesmente não tem competidor em sua classe quando se trata de eficiência e desempenho. É o avião de tamanho adequado para a British Airways servir eficientemente rotas de longo alcance com grande demanda de passageiros". 
A seleção da IAG e da British Airways coloca o 777X em 358 pedidos e compromissos de oito clientes. A produção do 777X começou em 2017, com o primeiro voo previsto para este ano e a primeira entrega prevista para 2020.
Contatos 
Keelan Morris
Boeing Communications ( Londres ) 
Celular + 44 (0) 208 235 5664 
keelan.j.morris@boeing.com  
Paul Bergman
Boeing Communications ( Seattle ) 

Apostila - Piloto Privado de Avião - Portal do Piloto
http://bit.ly/pilotosprivado

A Azul Linhas Aéreas tem vagas de emprego disponíveis! Confira!


A Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. é uma companhia aérea fundada e homologada em 2008 por David Neeleman. É a terceira maior companhia aérea do Brasil em número de passageiros, a segunda maior em frota de aeronaves e a maior em número de destinos oferecidos (106), operando em 98 aeroportos no território brasileiro e em 8 internacionais. Em 2016, a Azul teve uma participação de mercado de 17,19% do total de assentos oferecidos em voos domésticos e 9,22% em voos internacionais, sendo a companhia que mais cresce em termos de passageiros por quilômetro voado. Em 2014, tornou-se uma companhia aérea de bandeira do Brasil (Flag Carrier) ao começar rotas internacionais.
Recentemente, a empresa abriu vagas de emprego. Confira!

Cargos Disponíveis

As oportunidades são para:
Analista Comercial1
Analista soluções Negócios SR1
Analista Tesouraria1
Analista Soluções Neógios PL1
Analista CTM JR1
Comissário Voo
Atendente Call Center
Instrutor Treinamento Comissários1
Especialista em Tesouraria1
Analista de Planejamento estratégico PL1

Inscrição

Os interessados podem saber mais detalhes sobre o cargo desejado e se candidatar através do seguinte link:https://www.voeazul.com.br/en/voeazul/carreira/.

STJ suspende decisão que permitia apreensão de aeronaves da Avianca


O ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), acolheu pedido da Avianca e sustou os efeitos de decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) que havia permitido a continuidade de ações judiciais ou medidas administrativas relacionadas à apreensão de aeronaves em posse da empresa aérea. A companhia está em recuperação judicial desde o ano passado.
Na decisão, o ministro considerou que a apreensão das aeronaves comprometeria diretamente a viabilidade da recuperação econômica da empresa, além de trazer potenciais prejuízos a funcionários, consumidores e ao próprio mercado de transporte nacional. 
No processo de recuperação da Avianca, o juízo havia determinado inicialmente que, até a assembleia geral de credores – a ser realizada na primeira quinzena de abril –, ficassem suspensas as ações judiciais e medidas administrativas que visassem a apreensão ou demais atos de constrição de aeronaves que estivessem em posse da empresa. 
Contra a decisão, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) interpôs agravo de instrumento no tribunal paulista, que atribuiu efeito suspensivo ao recurso e, por consequência, permitiu à Anac o exercício de suas atribuições legais em relação ao mercado de aviação civil nacional e internacional.
Cidades desatendidas
No pedido de suspensão dirigido ao STJ, a Avianca alegou que a garantia do direito dos arrendadores não pode trazer prejuízo à prestação do serviço público de transporte aéreo, cuja preservação é missão institucional da Anac. De acordo com a companhia, existem cerca de 900 mil passageiros com passagens emitidas para voos entre 19 de fevereiro e 11 de abril de 2019, que não poderiam ser realocados em voos de outras companhias, tendo em vista que o cancelamento de voo por insolvência da operadora afasta o direito à realocação.
Ainda segundo a Avianca, no caso de bloqueio de suas atividades, localidades como Juazeiro do Norte (CE), Petrolina (PE), Chapecó (SC), Ilhéus (BA) e Navegantes (SC) ficariam quase que totalmente desatendidas, pois a companhia responde por até 80% do mercado nessas regiões.
Preservação da empresa
De acordo com o ministro João Otávio de Noronha, a atribuição de efeito suspensivo pelo TJSP permitiu, na prática, o imediato cancelamento administrativo do registro de aeronaves ou motores em nome da Avianca. Todavia, destacou o ministro, ainda permanece válida decisão do juízo da recuperação judicial que suspendeu a retomada dos bens pelas empresas arrendadoras, já que, em relação a esse ponto da decisão, foi indeferido pedido de antecipação da tutela recursal.
“Assim, a decisão impugnada acarreta, na prática, a proibição de uso das aeronaves pela empresa em recuperação, mas não a sua devolução às arrendadoras, resultando apenas em sua paralisação em solo e inviabilizando, em última medida, a continuidade das atividades de empresa cuja viabilidade econômica já foi reconhecida pelo juízo da recuperação com base nos elementos concretos do caso”, apontou Noronha.
Segundo o presidente do STJ, além da necessidade de preservação da empresa, é necessário considerar a função social da tentativa de recuperação de sua saúde financeira para proteção de interesses de funcionários, consumidores e parceiros de negócio, bem como do próprio mercado de transporte aéreo nacional.
“Conclui-se, portanto, que a suspensão da decisão proferida pelo juízo falimentar no que concerne à atuação da Anac compromete diretamente a viabilidade da recuperação econômica da requerente, provocando grave lesão à ordem e à economia públicas”, concluiu o ministro ao sustar os efeitos da decisão do TJSP.

TJSP

Brussels Airlines revela novas cabines de longa distância com classe econômica premium

Brussels Airlines revela novas cabines de longa distância com classe econômica premium





A Brussels Airlines divulgou detalhes sobre as novas cabines de longa distância que serão instaladas em sua aeronave A330.
O design apresenta uma nova classe econômica premium, camas totalmente planas de 2 metros em negócios e um bar com oito cervejas belgas.
A transportadora do Grupo Lufthansa está se preparando para renovar sua frota do A330 e receberá sete antes do final do ano, todas com as novas cabines. Seus três A330, um pouco mais jovens, serão substituídos por 2022.
O primeiro estará operacional em abril em uma rota para um destino africano, embora um porta-voz tenha dito que ainda não decidiu qual deles.


A Brussels Airlines trabalhou com a JPA Design nos interiores, que são inspirados no Art Nouveau belga e têm iluminação ambiente adaptada a diferentes fases do voo.A Business Class terá o novo bar self-service, bem como vinhos belgas, café e chocolates premium da Neuhaus servidos pela equipe. Os vinhos internacionais e Laurent Perrier Champagne irão com uma refeição de quatro pratos criada pelo chef belga Thierry Theys do restaurante Nuance.

Os 30 assentos estarão em uma formação escalonada 1-2-1, que a escolha de um assento duplo para viajar em pares. Os assentos possuem maciez ajustável e formam uma cama totalmente plana de 2m de comprimento.Uma tela de 15,6 polegadas pode ser inclinada para se adaptar a diferentes posições de assento.
Bruxelas lançou o "Economy Privilege" em 2016,  mas depois o descartou em favor de uma "Comfort Zone", que oferece espaço extra para as pernas.
Os novos A330 apresentam uma classe separada chamada Premium Economy, com 21 assentos em uma configuração 2-3-2. Os assentos têm um apoio de braço expandido, 38 polegadas de inclinação e reclinação de 40 graus.
Os passageiros também recebem uma tela de 13,3 polegadas, uma mesa maior com portas AC e USB e uma “experiência culinária aprimorada”, incluindo um lanche de sorvete.

Os passageiros econômicos recebem portas USB, uma tela de 10,1 polegadas e uma refeição internacional com aperitivo e cervejas, vinhos e bebidas espirituosas de cortesia. Os lugares são 2-4-2.
A CEO da companhia aérea, Christina Foerster, disse: “Na Brussels Airlines, trabalhamos continuamente para melhorar o conforto dos nossos hóspedes a bordo, bem como no solo.

“Com este investimento significativo em nossa longa experiência de viagem, enfatizamos mais uma vez nosso compromisso com uma excepcional experiência de passageiros. A experiência oferecida pelos melhores hotéis boutique tem sido a fonte de inspiração para a nossa nova Classe Executiva Intercontinental. ”