quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Protótipo de avião elétrico é testado e deve fazer 1º voo até novembro

  • Avião foi desmontado para ser transportado de SP até o Paraná
  • O protótipo de um avião tripulado movido a eletricidade começou a ser testado nesta semana em Foz do Iguaçu (PR). O primeiro voo com o modelo de propulsão elétrica deve ser feito entre outubro e novembro deste ano.
Chamado de SORA-e, ele foi desenvolvido pela empresa ACS Aviation, de São José dos Campos (SP), baseado em um avião esportivo acrobático para duas pessoas, o ACS-100 SORA.
Foram necessários estudos e adaptações, incluindo mudanças na asa para melhorar a aerodinâmica, explica o presidente da empresa, Alexandre Zaramella.
Desenvolvido no interior de São Paulo, o modelo precisou ser desmontado entre o cone da cauda e a fuselagem para ser transportado até o Paraná. Os testes, agora, são feitos no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Montagem de Veículos Movidos a Eletricidade (CPDM-VE) da Itaipu Binacional, empresa parceira do projeto.
"Esse estágio é importante porque é o momento em que fazemos os principais ensaios de solo. Depois, será feita a certificação do modelo com os órgãos competentes e, finalmente, o voo inaugural", afirmou o coordenador brasileiro do Programa Veículo Elétrico (VE), da Itaipu, Celso Novais.
Segundo ele, a expectativa é realizar o primeiro voo com o avião elétrico entre outubro e novembro deste ano. O local ainda não foi definido: pode ser Foz do Iguaçu ou São José dos Campos.

Modelo terá autonomia de 1 hora de voo e velocidade máxima de 340 km/h

O avião tem 8 metros de envergadura (de uma ponta a outra da asa) e pesa 650 quilos no total. Ele terá autonomia de 1 hora de voo e velocidade máxima de 340 km/h.
O modelo vai carregar um motor elétrico duplo, fabricado na Eslovênia, com potência máxima de 140 kW, e um conjunto com seis conjuntos de baterias, contendo 16 células cada um.
A estrutura do avião é feita com fibra de carbono, um material mais leve, geralmente usado na fabricação de carros de Fórmula 1. O painel terá tela com tecnologia touch screen.

Estrutura está pronta e motor, instalado; hélice virá dos EUA

O modelo chegou a Foz do Iguaçu com praticamente 90% do trabalho concluído, segundo Zaramella. 
"Toda a parte estrutural está pronta e o motor, instalado. Faltam as baterias e a hélice", disse. A hélice virá dos Estados Unidos, fabricada especialmente para o modelo.
De acordo com o executivo, a parceria com Itaipu pretende posicionar a empresa no atual cenário internacional, especialmente da Europa e dos Estados Unidos.
fonte: Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário