quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Fiscais de pátio garantem a fluidez das operações nos aeroportos da Infraero

Uma das partes mais importantes do dia a dia de um aeroporto é a operação dos sistemas de pátio e pista dos terminais. A manutenção da regularidade e segurança dos procedimentos de movimentação das aeronaves requer um trabalho constante, que é cumprido pelos fiscais de pátio.
      No Aeroporto Internacional de Manaus/Eduardo Gomes (AM), a Infraero conta com 30 desses profissionais que atuam 24 horas por dia em regime de escala, garantindo a fluidez das operações cotidianas de pista e pátio. Equipados com raquete, colete, protetor auricular, óculos escuros (durante o dia) e lanternas (durante a noite), os fiscais de pátio orientam o estacionamento das aeronaves. Para isso, é preciso antes inspecionar a posição em que a aeronave irá estacionar.  No processo, o fiscal de pátio verifica também a existência de objetos que possam ser sugados pelas turbinas das aeronaves e causar possíveis danos, removendo-os da área sempre que necessário. Após a inspeção e limpeza da posição, é realizada a sinalização para a aeronave estacionar corretamente.
      As atribuições do fiscal de pátio, no entanto, vão bastante além da sinalização do estacionamento de aeronaves. Ele também controla e fiscaliza o tráfego de aeronaves, veículos e equipamentos nos pátios. Para o controle e orientação das movimentações de aeronaves no pátio, as direções são realizadas tanto por meio de comandos transmitidos por rádio quanto pelos procedimentos de marshalling e follow-me.
      O marshalling é um código corporal de sinalizações visuais entre o fiscal de pátio e o piloto, que pode ser utilizado tanto como alternativa quanto apoio às radiocomunicações entre os envolvidos. Os sinais utilizados na comunicação do marshalling são padronizados nas operações de voo em todo o mundo, definidos pela Organização Internacional de Aviação Civil (Oaci, ou Icao na sigla em inglês). O follow-me, por sua vez, é uma forma de orientação em que o fiscal indica o caminho ao fazer o trajeto com um carro, que deve ser seguido pelo piloto da aeronave.
Fiscal-de-Patio-Manaus-2
      Outras atribuições dos fiscais de pátio envolvem também o manejo de pontes de embarque; inspeção nas viaturas e equipamentos que transitam no pátio de manobras; controle do movimento de voos não regulares e imprevistos (como um voo que segue uma rota alternada para outro aeroporto, por exemplo), buscando evitar a superlotação de aeronaves no pátio; e, finalmente, o monitoramento da segurança dos pátios e pistas de pouso e decolagem. Em resumo, é possível dizer que esses profissionais participam de alguma forma em quase todos os trabalhos desenvolvidos no dia a dia dos pátios de aeronaves.
      Um dos fiscais de pátio do Aeroporto de Manaus, José Agostinho Carvalho (48), exerce a função há 10 anos e garante que, em todo seu tempo de trabalho, nunca teve um dia igual ao outro.  “No aeroporto, todo dia é uma novidade. Até porque, dependendo do tipo de aeronave e do local que ela vai estacionar – finger, remota ou posição para aeronave cargueira – é um procedimento diferente a ser adotado. Ser fiscal de pátio é muito bom e pretendo continuar nessa profissão até me aposentar”, disse.
      Já a fiscal Dâmaris Priscila de Brito (28), se empolga com a importância das atividades de pátio. “Se o aeroporto fosse comparado ao corpo humano, poderia dizer que o fiscal de pátio é o coração de tudo. Nós somos o primeiro contato da Infraero com o passageiro, comandante e empresas aéreas. Ser fiscal de pátio da Infraero é uma responsabilidade direta, que é e garantir a segurança de todos no ambiente aeronáutico. E o nosso zelo e amor pela profissão fazem toda a diferença”, concluiu.
      Para a capacitação de seus funcionários nas atividades de fiscal de pátio, a Infraero realiza cursos regulares ao longo de toda a Rede.  O curso de Formação de Fiscais de Pátio, cumprido de acordo com as exigências operacionais e à legislação que regula a atividade, busca, além da capacitação, garantir altos níveis de segurança operacional e a qualidade dos serviços aeroportuários. Para os profissionais que já atuam como fiscais de pátio, a Infraero também realiza cursos de atualização periodicamente.

   Assessoria de Imprensa - Infraero

Nenhum comentário:

Postar um comentário