quinta-feira, 5 de maio de 2016

COMPANHIAS DE REDE DO AIR FRANCE KLM SÃO ‘MOTOR’ DA RECUPERAÇÃO DO GRUPO... APESAR DE TUDO


A Air France, com uma recuperação do resultado operacional de 146 milhões de euros, e a KLM, com 176 milhões, foram o ‘motor' da recuperação da margem rentabilidade do grupo, embora ‘a moda' seja enaltecer as virtualidades do modelo low cost (no caso a Transavia) e fazer planos de recuperação para as companhias de rede.
O balanço do primeiro trimestre publicado hoje pelo Air France KLM indica que a sua companhia francesa teve uma redução em 0,2% das receitas, para 3.552 milhões de euros, mas o seu EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e provisões) melhorou 136 milhões, para 150 milhões.
O resultado operacional manteve-se negativo em 86 milhões, mas melhor que há um ano em 146 milhões, o que significou uma melhoria da margem operacional em 4,1 pontos, para -2,4%.
A KLM, por sua vez, melhorou a margem operacional em 8,4 pontos, para -0,3%,
Com um aumento das receitas em 1,5%, para 2.137 milhões de euros, a KLM teve um EBITDA de 118 milhões, melhor que há um ano em 161 milhões, e reduziu o prejuízo operacional em 176 milhões, para 7 milhões.
A Transavia, por sua vez, teve um prejuízo operacional de 63 milhões, que relativamente ao primeiro trimestre de 2015 baixou apenas seis milhões.
Pressetur

Nenhum comentário:

Postar um comentário